Brasília, 21 de novembro de 2018 - 13h08

Comércio

17 de maio de 2014
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília - Brasil e Uruguai assinaram nesta quinta-feira, 15, em Montevidéu, o Acordo Naval e Offshore para integração produtiva bilateral, considerado um marco na relação comercial entre os dois países e no Mercosul. "Demos um passo essencial para a integração produtiva de um dos setores mais dinâmicos da economia", afirmou o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Mauro Borges.


"Com isso, o setor naval, ao lado da cadeia automotiva, passa a figurar entre os segmentos com maior integração e complementaridade entre os países do Mercosul", assegurou. Leia o Comunicado Conjunto em http://www.inforel.org/noticias/noticia.php?not_id=5804&tipo=2


De acordo com o MDIC, o documento é resultado de um esforço conjunto entre vários órgãos do governo brasileiro. Além do próprio ministério, as pastas de Minas e Energia, Relações Exteriores e dos Transportes e a Agência Nacional de Petróleo (ANP) também participaram das negociações.


O documento foi assinado durante a II Reunião Plenária do Subgrupo de Integração Produtiva do Grupo de Alto Nível bilateral (GAN) para o setor naval, do Mercosul.


Com o acordo, os dois países assumem o compromisso de promover o acesso recíproco de bens e serviços de empresas brasileiras e uruguaias. Também estabelecem o reconhecimento mútuo de conteúdo local, desde que a certificação seja efetuada por empresa certificadora atuante no Brasil e no Uruguai, e tenha chancela de certificação realizada por técnico credenciado junto à autoridade competente do país importador - no Brasil, a ANP.


A administração do acordo ainda prevê a formação de um Comitê Naval e Offshore Bilateral, coordenado no Brasil, pelo MDIC, e no Uruguai, pelo ministério correspondente.
Construção Naval


O governo federal informou que a indústria de construção naval brasileira passa por um momento de prosperidade, com crescimento tanto em tonelagem de processamento de aço quanto no número de empregos gerados. Em 2000, o setor gerou 1.910 postos de trabalho, chegando a 78 mil empregos diretos em 2013.


Os investimentos em embarcações totalizaram R$ 3,7 bilhões em 2013, e em estaleiros, R$ 1,3 bilhão. Ano passado, foram entregues 77 embarcações - 44 para navegação interior, 21 para apoio offshore, 8 para apoio portuário e 4 para cabotagem.


Estão na carteira de estaleiros nacionais 73 navios de apoio marítimo (incluindo novos contratos recentemente anunciados pela Petrobras); navios petroleiros, de produtos, gaseiros e transporte de bunker; plataformas de produção, construções/integrações de módulos para plataformas, sondas de perfuração, navios graneleiros, navios porta-contêineres, rebocadores e comboios (combinação de empurradores e barcaças), além de embarcações para a Marinha do Brasil.

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...