Comunicado Conjunto Brasil – Venezuela
30/09/2008
Equador não recua e Odebrecht pode ser expulsa
01/10/2008

Brasil e Venezuela aprofundam a cooperação

Brasil e Venezuela aprofundam a cooperação

Os presidentes Lula e Hugo Chávez, se reuniram nesta terça-feira em Manaus e assinaram sete acordos que pretendem aprofundar a cooperação bilateral. Mais um passo foi dado em relação a construção da refinaria Abreu e Lima que será viabilizada em parceria da Petrobras com a PDVSA.

Também foi assinado contrato entre a brasileira Andrade Gutierrez e a Empresa de Produção Siderúrgica Nacional para a construção de uma siderúrgica na Venezuela com investimentos da ordem de US$ 1,8 bilhão e que vai produzir 1,5 milhão de toneladas de aço líquido por ano no Estado de Bolívar.

Os dois países finalizaram o texto do acordo de acionistas e o estatuto para a sociedade entre a Petrobras e a PDVSA. A Petrobras terá 60% da nova empresa e a PDVSA, 40%.

Ainda existem pendências para que o processo seja concluído, o que está previsto para ocorrer até dezembro. A construção da refinaria vai custar cerca de US$ 4 bilhões e a Petrobras já gastou R$ 450 milhões apenas na terraplenagem.

Brasil e Venezuela pretendem iniciar as operações de refino até 2010 e a produção diária deverá ser de 200 mil barris.

Chávez não desiste de gasoduto

Nesta terça-feira, em Manaus, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, reconheceu que a construção de um gasoduto de 8.000km interligando a América do Sul, está inviabilizado.

A obra custaria cerca de US$ 23 bilhões. Chávez explicou que a Venezuela ainda poderá ser um pólo importante de exportação de gás que seguiria de navio para o porto de Santos e de lá para Uruguai e Argentina através do gasoduto Bolívia-Brasil.

No entanto, ele insiste em manter a obra entre as negociações sobre a integração energética da América do Sul. O gás líquido venezuelano seria regaseificado numa usina adquirida pela Petrobras como forma de reduzir a dependência brasileira do gás boliviano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *