Brasília, 21 de outubro de 2018 - 07h19
Brasil e Vietnã firmam acordos em agricultura e serviços aéreos

Brasil e Vietnã firmam acordos em agricultura e serviços aéreos

03 de julho de 2018
por: InfoRel
Brasília – Brasil e Vietnã assinaram, nesta segunda-feira, 2, três acordos em agricultura, serviços aéreos e promoção comercial, por ocasião da visita ao país do vice-primeiro-ministro vietnamita, Vuong Dinh Hue, que se reuniu com o presidente Michel Temer e o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira.

De acordo com o Itamaraty, o acordo de serviços aéreos pretende facilitar a conexão aérea entre os dois países, "com impactos positivos sobre o turismo e as visitas de negócios". O acordo permitirá que empresas aéreas dos dois países sobrevoem ambos os territórios sem pousar, além de fazer escalas para embarque e desembargue de passageiros e mercadorias.

Brasil e Vietnã firmaram ainda um memorando que prevê o intercâmbio de sementes e raças animais, informações técnicas e documentos, bem como a organização conjunta de seminários técnicos, workshops, conferências e exposições setoriais, envolvendo especialistas e cientistas, que poderão formular e implementar projetos de pesquisa na área agrícola.

Segundo o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, “o comércio tem que ser ampliado entre as partes e anda quando a parte política decide que deve andar. Daqui para a frente os técnicos do ministério da Agricultura, juntamente com os técnicos vietnamitas buscarão harmonizar mais a legislação dos nossos certificados fitossanitários e fazer com que os negócios aconteçam pelas mãos dos empresários, como deve ser feito”, disse, após encontro privado com o ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural do Vietnã, Ha Kong Tuan.

O governo brasileiro revelou também o interesse do Vietnã em estabelecer cooperação para a produção e comercialização de etanol.

Nos últimos 16 anos, o volume de trocas econômicas entre os dois países saltou de US$ 29 milhões em 2001, para US$ 3,9 bilhões em 2017. Esse resultado coloca o Vietnã à frente de parceiros tradicionais do Brasil na América do Sul, em termos de volume de comércio, como Peru (corrente de comércio de US$ 3,8 bilhões), Paraguai (US$ 3,7 bilhões) e Uruguai (US$ 3,6 bilhões).

Voung Dinh Hue explicou que, somente entre 2016 e 2017, o comércio bilateral cresceu mais de 20%, com potencial de expansão. "O Brasil vai dar abertura a mais produtos do Vietnã, e o Vietnã ficará ainda mais aberto para importar produtos do Brasil", afirmou.

Com mais de 90 milhões de habitantes, o Vietnã tem crescido a uma média anual próxima de 7% desde 1990 e se consolidou como um dos mercados consumidores mais expressivos do Sudeste Asiático - o país integra a Associação das Nações do Sudeste Asiático (Asean), cuja soma das riquezas dos seus países-membros é equivalente à da quinta maior economia do planeta.

Além dos acordos na área de aviação e agricultura, a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) firmou um entendimento com a Câmara de Comércio Exterior do Vietnã, com o objetivo de ampliar negócios entre os dois países.

Nesta terça-feira, 3, Vuong Dinh Hue estará em São Paulo, para participar do Fórum de Comércio e Investimentos Brasil-Vietnã e de reunião com representantes da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), empresários brasileiros e representantes de entidades do setor privado nacional. Em 2019, os dois países celebrarão 30 anos de relações diplomáticas.

Assuntos estratégicos

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...