Brasil

Comércio Exterior
21/06/2017
Comércio Exterior
21/06/2017

Investimentos

Brasil firma Memorando de Entendimento com Banco de Desenvolvimento da América Latina

Brasília – O Secretário-Executivo do MDIC, Marcos Jorge de Lima, assinou nesta segunda-feira, 12, em Brasília, um Memorando de Entendimento (MoU, na sigla em inglês) do MDIC com o Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF). O documento, que tem vigência de cinco anos, formaliza a parceria do ministério com a CAF e viabiliza projetos de cooperação relacionados a políticas públicas que busquem a competitividade e o desenvolvimento sustentável.

Por meio da parceria com a CAF, poderão ser realizadas missões, estudos e pesquisas, seminários, capacitação e intercâmbio de pesquisadores brasileiros. O memorando também poderá resultar, nos próximos anos, em mais opções de crédito para o setor produtivo brasileiro. “O MDIC trabalha para fortalecer a competitividade das cadeias produtivas, visando agregação de valor, geração de emprego e renda.  Para que isso ocorra, é fundamental que o nosso setor produtivo seja globalmente eficiente e tenha acesso a crédito. Por isso, essa parceria firmada hoje com CAF é muito importante”, afirmou Marcos Jorge.

Na reunião de assinatura do MoU, o diretor-representante da CAF no Brasil, Victor Rico Frontaura, destacou o papel da instituição no desenvolvimento regional da América Latina. “Quem controla a CAF são os países latino-americanos e os créditos são usados por esses países. Essa é a nossa agenda de trabalho. O MoU assinado hoje está alinhado a essa visão. Será muito importante para melhorar a produtividade dos produtores brasileiros”, disse.

Para o Secretário de Competitividade e Desenvolvimento Industrial, Igor Calvet, a assinatura do memorando marca também uma mudança de gestão na atuação do ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. “Durante muitos anos, nos acostumamos a desenvolver políticas industriais, de aumento de competitividade e aumento de agregação de valor muito voltadas para dentro. O ministro Marcos Pereira e o Secretário-Executivo Marcos Jorge têm mudado isso. Estamos ampliando nossas parcerias com instituições internacionais, o que é muito interessante para o desenvolvimento do nosso setor produtivo”, afirmou Calvet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *