Colômbia tem tudo pronto para Cúpula das Américas
24/03/2012
UNASUL apela para que o Reino Unido negocie a sobe
24/03/2012

Brasil oferece Unidades de Polícia Pacificadora à

Brasil oferece Unidades de Polícia Pacificadora à Bolívia

Brasília – O Brasil irá oferecer à Bolívia sua experiência na criação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) implantadas no Rio de Janeiro com o objetivo de combater o crime organizado. Para tanto, está em La Paz o policial federal e Subsecretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, Roberto Sá.

Ele se reunirá com autoridades do governo boliviano e dos municípios de La Paz e Santa Cruz. Nesta sexta-feira, 23, Sá participou de um debate na Faculdade de Direito e Ciências Políticas da Universidade Maior de San Andrés (UMSA).

De acordo com a embaixada do Brasil na Bolívia, as UPPs conseguiram pôr fim ao narcotráfico em 57 comunidades do Rio de Janeiro, livrando cerca de 200 mil pessoas do controle de organizações criminosas.

A embaixada informou que as UPPs não atuam apenas na repressão ao tráfico e ao crime organizado, mas também no fortalecimento das atividades sociais, esportivas e culturais dos habitantes dessas comunidades.

Roberto Sá integrou a Polícia Militar do Rio de Janeiro e foi instrutor do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), retratado no cinema com os filmes Tropa de Elite e Tropa de Elite 2, assistidos por mais de 11 milhões de pessoas no Brasil e no exterior.

Ele chegou à Polícia Federal por meio de concurso público e atuou na fronteira do Acre com a Bolívia. Atualmente trabalha como assessor do Secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro nas operações de luta contra o crime organizado.

Comércio

A Embaixada do Brasil em La Paz está empenhada em atrair para a Bolívia, filiais de indústrias brasileiras, principalmente de São Paulo.

De acordo com o embaixador Marcel Biato, essas empresas poderão tirar proveito dos baixos custos de produção e do acesso aos corredores de exportação.

“Esta é uma possibilidade em que estamos trabalhando forte e eu sou bastante otimista. Estamos começando um estudo com a Câmara de Comércio Brasil – Bolívia para tratar de identificar empresas que tenham interesse em participar desse projeto”, afirmou.

Biato aponta a região de Puerto Suarez, no Departamento de Santa Cruz, como uma opção interessante por conta do acesso ao gás natural.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *