Brasília, 18 de novembro de 2018 - 11h24

Comércio

20 de abril de 2005
por: InfoRel
Compartilhar notícia:
Depois de frustrada a tentativa de emplacar o novo diretor-geral da Organização Mundial do Comércio, o Brasil estuda apoiar o ex-comissário de comércio da União Européia, Pascal Lamy, candidato dos Estados Unidos e dos paà­ses que não abrem mão dos subsà­dios agrà­colas, por exemplo.

A escolha deverá acontecer até o final de maio. O ministro das Relações Exteriores do Uruguai, Reinaldo Gargano, que nesta terça-feira participou da reunião dos chanceleres da Comunidade Sul-Americana, pediu o apoio do Brasil ao uruguaio Carlos Perez Del Castillo.

Ainda desgostoso com a forma como o embaixador Luiz Felipe Seixas Corrêa foi eliminado da disputa, o Itamaraty não assumiu nenhum compromisso com Lamy ou Castillo. Pascal Lamy ligou nesta terça-feira e pediu o apoio do Brasil em conversa com o ministro Celso Amorim.

Segundo o chanceler brasileiro, a decisão precisa ser refletida com calma. No inà­cio do mês, Lamy foi criticado duramente pelo governo brasileiro ao afirmar em palestra na Europa, que a Amazônia deveria ser transformada num bem público.

A declaração mereceu uma nota oficial de repúdio e o Secretário-Geral do Ministério das Relações Exteriores, Samuel Pinheiro Guimarães, condenou a declaração em audiência pública no Senado. Além de Pascal Lamy e Carlos Perez Del Castillo, também concorre ao cargo com o chanceler das Ilhas Mauricio, Jaya Krishna.

Seixas Corrêa ficou em último lugar na primeira rodada para a escolha do novo diretor da OMC e abandonou a disputa. O Brasil questionou o resultado, mas não recorreu da decisão. Para vários analistas e diplomatas brasileiros, foi a pior derrota da polà­tica externa inaugurada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...