Brasília, 23 de outubro de 2018 - 05h40

Brasil quer colaborar com palestinos e israelenses

28 de setembro de 2010
por: InfoRel

O Brasil está disposto a ajudar palestinos e israelenses na busca por um acordo de paz no Oriente Médio.



Foi o que garantiu o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, nesta segunda-feira, 27, em Nova York.



No entanto, o chanceler brasileiro manifestou preocupação com a postura israelense.



Na sua avaliação, a decisão de Israel de manter a construção de assentamentos nos territórios ocupados por palestinos impede o avanço das negociações.



Segundo ele, “é difícil imaginar que se chegue a um acordo sem que parem os assentamentos. O Brasil está disposto a ajudar como fez em outras situações. Às vezes você está mediando e nem sabe que está.”



As negociações de paz entre palestinos e israelenses foram retomadas no início do mês, lideradas pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.



Depois de dois anos sem diálogo, os palestinos ameaçam abandonar as conversas caso Israel não desista da construção de assentamentos na Faixa de Gaza.



Pelo menos 300 mil israelenses vivem em 150 assentamentos. Outros 200 mil ocupam parte de Jerusalém oriental.



No início da semana, na abertura da 65ª Assembleia Geral da ONU, o ministro Celso Amorim já havia criticado a construção de assentamentos israelenses na área dominada por palestinos.

Assuntos estratégicos

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...