Defesa

Cooperação
04/04/2013
ONU reconhece o exemplo brasileiro na missão de pa
04/04/2013

A-Darter

Brasil quer intensificar cooperação em Defesa com a África do Sul

Brasília – A criação do Comitê Conjunto de Defesa Brasil – África do Sul mostra, segundo o ministro da Defesa, Celso Amorim, o interesse do Brasil em intensificar a cooperação neste setor com seu parceiro de BRICS e IBAS.

Em março as duas partes realizaram a primeira conferência do mecanismo que irá fortalecer os laços entre as indústrias militares dos dois países. Brasil e África do Sul já desenvolvem um míssil de quinta geração ar-ar rastreador de calor (A-Darter) em conjunto.

O míssil começará a ser produzido nos próximos meses em São José dos Campos (SP). Ele será utilizado nos A-1M AMX, F-5BR e nos futuros caças que serão adquiridos pela Força Aérea Brasileira (FAB) no âmbito do Programa FX-2. A Força Aérea da África do Sul utilizará esse misseis nos aviões JAS 39 Gripen, de fabricação sueca, e nos Hawk 120.

Os sul-africanos também querem produzir helicópteros, navios e veículos aéreos não-tripulados o que pode se dar em parceria com empresas aeroespaciais, marítimas e de defesa brasileiras.

O ministro da Defesa enfatizou durante o encontro a importância para o Brasil de se modernizar por completo o seu sistema de defesa com a aquisição de equipamentos e a criação de brigadas e batalhões, além da prioridade dada pelo governo e as Forças Armadas aos programas Sisfron, do Exército, e SisGaaz, da Marinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *