Mercosul
27/05/2009
Brasil deve propiciar o desenvolvimento do Haiti
01/06/2009

América Central

Brasil quer intensificar relacionamento político e comercial com a região

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participa nesta segunda-feira, 1°, em São Salvador, da posse do jornalista Mauricio Funes, 49, como 122° presidente de El Salvador.

Com ele, assume o vice-presidente Salvador Sánchez Cerén, que foi um dos comandantes-gerais do movimento guerrilheiro Frente Farabundo Martí de Libertação Nacional (FMLN).

Funes pôs fim a uma sucessão de governos de direita e ditaduras militares no país. Pelo menos 70 delegações estrangeiras prestigiam o evento.

Além de Lula, estão em El Salvador para a posse, os príncipes da Espanha Felipe de Borbón e a esposa Letizia, os presidentes do Equador, Rafael Correa; Colômbia, Álvaro Uribe; Chile, Michelle Bachelet; a secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, entre outros.

El Salvador enfrenta uma grande delinqüência que origina, diariamente, cerca de 12 homicídios. Além disso, o abismo social no país é enorme. Cerca de 36,8% da população vive na pobreza.

Mauricio Funes é casado com a brasileira Wanda Pignato, que é representante do Partido dos Trabalhadores (PT), na América Central.

O país passou por 12 anos de guerra civil e a democracia salvadorenha é considerada ainda muito frágil.

No ano passado, Lula esteve no país em duas oportunidades. Brasil e El Salvador mantém diversos acordos de cooperação nos campos da energia, segurança alimentar e combate ao HIV.

Em 2008, o fluxo de comércio entre o Brasil e El Salvador atingiu US$ 252,5 milhões, dos quais US$ 249 milhões corresponderam a exportações brasileiras.

De acordo com o Planalto, os presidentes da Colômbia, Álvaro Uribe, e do Paraguai, Fernando Lugo, solicitaram encontros reservados com Lula.

Guatemala

Ainda na tarde desta segunda-feira, o presidente segue para a Guatemala onde se reúne com Álvaro Colon.

A Guatemala tem interesse especial pelos programas sociais como o Bolsa Família e àqueles ligados a educação e ao desenvolvimento rural.

O Senai deve instalar um centro de formação profissional no país, onde será implementado o projeto Cozinha Brasil.

No campo da cooperação energética, o Brasil incluiu a Guatemala como país beneficiário dos entendimentos com os Estados Unidos em matéria de biocombustíveis.

A Petrobras também poderá atuar na exploração de petróleo em águas profundas. Há ainda a possibilidade de empresas brasileiras atuarem em projetos de construção de pequenas hidrelétricas na Guatemala.

Lula deverá visitar os programas inspirados na experiência brasileira “Mi Familia Progresa”, “Escuelas Abiertas” e “Comedores Solidarios”.

Em 2008, a corrente de comércio bilateral alcançou US$ 268 milhões, dos quais US$ 244 milhões corresponderam a exportações brasileiras.

Costa Rica

Na quarta-feira, 3, o presidente Lula estará na Costa Rica onde tem encontro com o colega Oscar Arias. Ele retribui visita feita pelo costariquenho ao Brasil em julho de 2008.

De acordo com o Planalto, Costa Rica e Belize são os únicos países centro-americanos ainda não visitados por Lula.

Com a Costa Rica, o Brasil tem interesse em aprofundar o relacionamento nos setores de energia, saúde, correios e metrologia. Biocombustíveis também estão no topo da agenda do encontro presidencial, particularmente o etanol.

Empresas brasileiras devem atuar ainda na modernização do aeroporto de San José.

A Costa Rica assume em julho, a presidência pro tempore do Sistema de Integração Centro-Americana (Sica), que negocia um acordo comercial com o Mercosul.

O fluxo total de comércio entre Brasil e Costa Rica passou de US$ 260,8 milhões, em 2003, para US$ 814,3 milhões, em 2008.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *