Relações Exteriores

A Defesa antimíssil na Europa: uma escolha entre g
24/03/2011
Agência Espacial Brasileira busca cooperação com a
28/03/2011

Reformas

Brasil quer o apoio da China para reforma do Conselho de Segurança da ONU

A presidente Dilma Rousseff visitará a China entre os dias 11 e 15 de abril numa viagem que os chineses classificam de histórica.

Na pauta, comércio, direitos humanos e o apoio chinês à pretensão brasileira de ocupar um assento como membro permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Ela também vai cobrar o apoio da China para as reformas no Fundo Monetário Internacional (FMI).

A presidente se reunirá com o líder chinês Hu Jintao, e o primeiro-ministro Waing Oishan.

Os dois países pretendem intensificar as relações nos campos político e econômico e coincidem em vários temas como a ampliação do espaço para os países emergentes no FMI.

A presidente deverá viajar acompanhada por seis ministros e cerca de 300 empresários. Ela vai encerrar o Fórum Empresarial Brasil – China que deverá receber 600 pessoas.

Os empresários brasileiros defendem a aproximação do Brasil com a China, mas estão preocupados com os baixos preços praticados pelo país. Além disso, querem que os produtos brasileiros tenham maior penetração no mercado chinês.

Brasil e China deverão firmar acordos nas áreas de investimentos em energia, mineração, agricultura, ciência e tecnologia e inovação.

Direitos humanos

Considerado prioridade para a presidente Dilma Rousseff, o tema dos direitos humanos será tratado com o presidente Hu Jintao.

Dilma Rousseff tem dito que a defesa dos direitos humanos deve ser constante independentemente do país.

De acordo com o chanceler Antonio Patriota, a defesa dos direitos humanos é um princípio aplicado a todos os países.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *