Defesa

Espaço
07/10/2014
Segurança Regional
08/10/2014

Combate ao Narcotráfico

Brasil quer reparar Super Tucanos de Honduras na Colômbia

Brasília – O embaixador do Brasil em Tegucigalpa, Zenick Krawcstschuck, informou que até o final do mês será possível saber se o Brasil irá recuperar as seis aeronaves Super Tucano utilizadas por Honduras no combate ao narcotráfico. A fabricante brasileira apresentou uma proposta que está sendo defendida pelo diplomata junto ao governo daquele país.

De acordo com o governo hondurenho, a recuperação das aeronaves é fundamental para as operações contra o narcotráfico e o crime organizado. Krawcstschuck explicou que as conversas estão adiantadas. Os valores envolvidos não foram revelados.

“Creio que em mais algumas semanas já teremos uma resposta. Também acreditamos que Honduras tem capacidade para pagar e em breve, adquirir outros equipamentos para o mesmo fim”, afirmou.

Logo que o presidente hondurenho, Juan Orlando Hernández, decidir, os seis aviões serão transladados para a Colômbia e recuperados numa filiar da fabricante brasileira.

No entanto, a oposição hondurenha promete criar problemas. O deputado Rafael Padilla, do Partido Anticorrupção, disse que a empresa brasileira está envolvida em corrupção na República Dominicana, também na comercialização do Super Tucano.

Zenick Krawcstschuck, no entanto, saiu em defesa da empresa brasileira. “A empresa tem todas as credencias, é reconhecida internacionalmente não somente por sua tecnologia, mas também por sua ética. Vende aviões para executivos e Forças Armadas, inclusive nos Estados Unidos. Não tenho dúvidas de que se trata de uma empresa extremamente séria”, enfatizou.

Segundo ele, “Honduras tem pressa porque o crime organizado não espera”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *