Brasil

Brasil e África abrem caminho para ampliar Pesquisas no Atlântico
28/11/2017
Brasil e China reforçam ações no setor de Serviços
28/11/2017

Brasil receberá US$ 4,8 milhões para ozônio

Brasília – O Brasil obteve a aprovação de mais US$ 4,8 milhões para continuidade das ações de proteção da camada de ozônio. A destinação dos recursos está entre os resultados das reuniões realizadas nas duas últimas semanas, em Montreal, para avançar no controle das substâncias destruidoras do ozônio, informou o ministério do Meio Ambiente.

Formada pelos ministérios do Meio Ambiente (MMA) e das Relações Exteriores, a delegação brasileira nos eventos também apresentou relatório das ações nacionais de eliminação de compostos nocivos ao gás que protege o planeta dos raios ultravioletas.

A destinação dos recursos foi aceita pelo Comitê Executivo do Fundo Multilateral para implementação do Protocolo de Montreal, acordo internacional que, há 30 anos, controla as substâncias destruidoras do ozônio, e se referem a uma parcela do total de US$ 35 milhões aprovados para a execução da segunda etapa do Programa Brasileiro de Eliminação dos Hidroclorofluorcabonos (HCFCs), substâncias nocivas usadas pelos setores de espumas e de refrigeração e ar condicionado.

O MMA também informou que foram aprovados outros US$ 540 milhões para o triênio 2018-2020. O montante vai recompor os recursos do Fundo Multilateral com o objetivo de apoiar as ações de proteção da camada do ozônio nos países em desenvolvimento. O valor foi definido na 29ª Reunião das Partes do Protocolo de Montreal, realizada ao longo da semana passada. Simultaneamente, a cidade canadense sediou a 11ª Conferência das Partes para a Convenção de Viena, encontro que ocorre a cada três anos com foco em questões científicas relacionadas ao ozônio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *