Brasília, 18 de novembro de 2018 - 11h26
Brasil renova contingente na Força-Tarefa Marítima no Líbano

Brasil renova contingente na Força-Tarefa Marítima no Líbano

19 de maro de 2018
por: InfoRel
Compartilhar notícia:
Brasília – Na quarta-feira, 7, um grupo com 213 militares da Marinha do Brasil desembarcaram em Beirute, no Líbano, para integrar a Força-Tarefa Marítima da UNIFIL, missão de paz das Nações Unidas naquele país. Eles atracaram à bordo da Fragata Independência, com a qual partiram do Rio de Janeiro em 28 de janeiro.

O Brasil comanda a Força-Tarefa Marítima da Força Interina das Nações Unidas no Líbano desde 2011, e a cada seis meses há um revezamento com a troca da equipe e também o navio utilizado. A Fragata Independência substitui a Corveta Barroso.

De acordo com o Comando da Marinha, o Brasil lidera as operações marítimas de uma missão da ONU no Líbano, que tem como objetivo impedir a entrada, em território libanês, de armas ilegais e contrabandos, por meio de patrulhas navais em águas jurisdicionais libanesas.

Além disso, os militares brasileiros também prestam apoio para a formação e o adestramento da Marinha libanesa, por meio de treinamento do seu pessoal. O objetivo principal é dotá-los de todas as capacidades necessárias para que exerçam o controle de suas águas territoriais.

Atualmente, a missão brasileira no Líbano conta com 183 militares. A Marinha informou ainda que a diferença do número de pessoas enviadas – 30 a mais na atual – se deve às especificidades dos navios. Apesar de serem de classes diferentes, ambos possuem as mesmas capacidades, ou seja, cumprem com todas as atribuições de navio-capitânia (chefe).

Além disso, a Marinha informou que a troca dos navios se dá por conta das necessidades de manutenção das embarcações, e no caso da equipe, para revezamento da tripulação. Com a tripulação do navio também embarcam fuzileiros navais, mergulhadores de combate, entre outros profissionais que desenvolvem atividades necessárias para a atuação no Líbano.

O grupo que acaba de chegar ao Líbano recebeu preparação específica, voltada para tripulações dos navios designados a compor a Força-Tarefa que inclui todas as instruções exigidas pelas Nações Unidas. Os militares permanecem no navio durante toda a missão - nesse caso, até setembro.

Os militares brasileiros ressaltam ainda que os libaneses recebem de maneira extremamente positiva a presença do Brasil na Missão, uma vez que integram uma força de paz que contribui para a segurança na região. A Marinha afirma que a liderança exercida pelo país se deve à longa tradição de participação em missões de paz, tais como no Canal de Suez, Angola, Timor-Leste e Haiti.

A Marinha contribui desde 2011 para o trabalho desenvolvido no Líbano, atuando sempre no comando da Força-Tarefa Marítima da missão de paz. A Fragata Independência também transportou nesta viagem 44 mil frascos de insulina doados pelo Brasil para a Organização Mundial da Saúde. O material será utilizado para atendimento a refugiados sírios no Líbano.

ONU

No dia 26 de fevereiro, durante estadia no Porto de Beirute, no Líbano, a Corveta “Barroso” recebeu a visita do Subsecretário-Geral das Nações Unidas para as Operações de Paz, Jean-Pierre Lacroix. A comitiva da ONU foi recebida a bordo pelo Comandante da Força-Tarefa Marítima da UNIFIL, Contra-Almirante Sergio Fernando de Amaral Chaves Junior, que apresentou importantes aspectos concernentes à missão de paz desenvolvida no Líbano, em especial as atividades realizadas na área marítima de operações.

A FTM-UNIFIL foi criada em 15 de outubro de 2006, em atendimento à Resolução 1701 do Conselho de Segurança da ONU, por solicitação do governo libanês, tendo a peculiaridade de ser a única Força Naval componente de missão de paz no âmbito da organização.

A Corveta “Barroso” integrava a UNIFIL desde 15 setembro de 2017, servindo como navio capitânia da FTM. Nessa missão de paz o navio é empregado em patrulhas na costa libanesa, juntamente com outros cinco navios das marinhas da Alemanha, Bangladesh, Grécia, Indonésia e Turquia.

Já no dia 28 de fevereiro, foi realizada a cerimônia de passagem do cargo de Comandante da Força-Tarefa Marítima da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (FTM-UNIFIL), no porto de Beirute, no Líbano. Na ocasião, o Contra-Almirante Sérgio Fernando de Amaral Chaves Junior passou o Comando para o Contra-Almirante Eduardo Machado Vazquez.

O Comandante de Operações Navais, Almirante Paulo Cezar de Quadros Küster, participou do evento, que fez parte da agenda de compromissos durante a sua passagem pelo país. A cerimônia foi presidida pelo Force Commander da UNIFIL, General do Exército Irlandês, Michael Beary, e contou com a presença do Embaixador do Brasil no Líbano, Jorge Geraldo Kadri; do Comandante da Marinha do Líbano, Almirante Housni Daher; e do Vice-Chefe de Operações Conjuntas do ministério da Defesa, Almirante Luís Antônio Rodrigues Hecht.

No dia anterior (27), o Almirante Küster visitou o atual Navio-Capitânia da FTM-UNIFIL, a Corveta “Barroso”. Durante os seis meses à frente da Operação “Líbano XII”, a Corveta “Barroso” contribuiu, dentre outros aspectos, para evitar a entrada armamento não autorizado pelo governo libanês pelo mar, por meio de Operações de Interdição Marítima.

No dia 5 de março, durante sua estadia no Porto de Beirute, a Corveta “Barroso” recebeu a visita do ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira Filho, acompanhado do Embaixador do Brasil em Beirute, Jorge Geraldo Kadri.

Na oportunidade, o Deputy Head of Mission, Imran Riza, que também estava presente na visita, destacou a relevante contribuição que o Brasil vem prestando ao Líbano e às Nações Unidas, ao longo dos últimos sete anos, período em que a FTM-UNIFIL está sob o comando de um almirante brasileiro.

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...