Brasília, 12 de dezembro de 2018 - 15h56

Operação Ágata 7

24 de abril de 2013
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília - O Brasil deverá ter até 25 mil militares das Forças Armadas nas fronteiras terrestres com dez países, na sétima edição da Operação Ágata relacionada com a Copa das Confederações, a ser realizada no país em junho. Pelo menos seis milhões de brasileiros serão afetados pela ação militar voltada à segurança pública. As datas da operação são mantidas em sigilo.



De acordo com o ministério da Defesa, esta será a maior das operações realizadas desde 2009. Cabe ao Estado Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA) a missão de integrar e coordenar as ações do Exército, da Marinha e da Aeronáutica.



O chefe de Operações Conjuntas do ministério da Defesa, brigadeiro Ricardo Machado Vieira, informou que a Ágata 7 irá cobrir todos os 16.886 quilômetros de fronteira. Segundo ele, as operações anteriores cobriam apenas "pedaços" da fronteira.



Esta será também a primeira vez que os comandos militares da Amazônia, do Oeste e do Sul irão trabalhar integrados numa mesma operação. As áreas críticas já foram identificadas e os militares ocuparão estrategicamente estes pontos. Pelo menos 100 militares da Inteligência fizeram um diagnóstico completo a respeito da situação nas fronteiras.



As maiores concentrações de tropas se darão em Tabatinga (AM), Assis Brasil (AC), Ponta Porã (MS) e Foz do Iguaçu (PR). Aeronaves, veículos e helicópteros Black Hawk, Pantera, Cougar e Esquilo, além do Super Tucano serão utilizados na interceptação de aeronaves ilícitas e suspeitas.
Aviões não tripulados farão a vigilância aérea. A Marinha vai utilizar embarcações para interditar os principais rios e blindados do Exército ocuparão as estradas de acesso ao país. Os militares usarão armamento letal e terão poder de polícia.

Assuntos estratégicos

Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

O Senado do Paraguai postergou para março de 2019 a análise de três projetos de...
Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Na última terça-feira, 4, a governadora do Paraná, Cida Borghetti, e o ministro...
Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasília – O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, defendeu nesta...
Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Brasília - O governo do Paraguai intensificou o combate das ramificações das...
Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Brasília - O Brasil vai instalar três radares aéreos para o controle de voos de...
Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Brasília - O governo brasileiro encaminhou ao Congresso Nacional a Medida Provisória...
ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

Brasília – O Diretor-Geral da Agência Brasileira de Inteligência,...
Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...