Defesa

Brasil e Argentina colocam Paraguai e Venezuela
24/04/2013
Brasil e Reino Unido vão ampliar acesso a informaç
26/04/2013

Operação Ágata 7

Brasil terá 25 mil militares nas fronteiras com dez países

Brasília – O Brasil deverá ter até 25 mil militares das Forças Armadas nas fronteiras terrestres com dez países, na sétima edição da Operação Ágata relacionada com a Copa das Confederações, a ser realizada no país em junho. Pelo menos seis milhões de brasileiros serão afetados pela ação militar voltada à segurança pública. As datas da operação são mantidas em sigilo.

De acordo com o ministério da Defesa, esta será a maior das operações realizadas desde 2009. Cabe ao Estado Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA) a missão de integrar e coordenar as ações do Exército, da Marinha e da Aeronáutica.

O chefe de Operações Conjuntas do ministério da Defesa, brigadeiro Ricardo Machado Vieira, informou que a Ágata 7 irá cobrir todos os 16.886 quilômetros de fronteira. Segundo ele, as operações anteriores cobriam apenas “pedaços” da fronteira.

Esta será também a primeira vez que os comandos militares da Amazônia, do Oeste e do Sul irão trabalhar integrados numa mesma operação. As áreas críticas já foram identificadas e os militares ocuparão estrategicamente estes pontos. Pelo menos 100 militares da Inteligência fizeram um diagnóstico completo a respeito da situação nas fronteiras.

As maiores concentrações de tropas se darão em Tabatinga (AM), Assis Brasil (AC), Ponta Porã (MS) e Foz do Iguaçu (PR). Aeronaves, veículos e helicópteros Black Hawk, Pantera, Cougar e Esquilo, além do Super Tucano serão utilizados na interceptação de aeronaves ilícitas e suspeitas.
Aviões não tripulados farão a vigilância aérea. A Marinha vai utilizar embarcações para interditar os principais rios e blindados do Exército ocuparão as estradas de acesso ao país. Os militares usarão armamento letal e terão poder de polícia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *