Relações Exteriores

Declaração Final da IV Reunião Extraordinária do C
19/06/2006
4 de Julho
19/06/2006

Brasil terá 55 milhões de favelados até 2020

Brasil terá 55 milhões de pessoas vivendo em favelas até 2020

De acordo com relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre os centros urbanos no mundo, divulgado na última sexta-feira, 16, o número de favelados brasileiros deve subir para 55 milhões até 2020, o equivalente a 25% do total de habitantes do país.

As projeções demográficas foram realizadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo o IBGE, a taxa de crescimento das favelas no Brasil ficou estabilizada em 0,34% ao ano. Em 2005, cerca de 52,3 milhões de pessoas viviam em favelas no Brasil, o que significa 28% da população brasileira.

Para a ONU, mesmo com o aumento em números absolutos de brasileiros morando em favelas, o estudo revela que esse percentual tende a cair em relação ao número total da população.

Apesar de elogiar os esforços do governo brasileiro para reduzir a pobreza e a miséria, a ONU alerta para as condições de vida daqueles que vivem nas favelas.

O Brasil foi citado como exemplo em políticas de urbanização, saneamento básico e orçamento participativo, mas a vida dessas pessoas piorou e o preconceito em relação a elas continua grande.

Elaborado pelo Programa Habitat, o documento O Estado das Cidades do Mundo 2006-2007, revela uma triste realidade: quem vive nas favelas passa mais fome, têm menos educação, menos chances de conseguir emprego formal e sofre mais com doenças.

Pelo relatório, Argentina, Brasil e México serão os países latino-americanos que terão mais influência na redução do número de favelados até 2020, quando os favelados de Brasil e México, por exemplo, devem aumentar em quatro milhões, atingindo um total de 71 milhões de pessoas.

A ONU revelou que um sexto da população mundial vive em favelas, o que dá uma população de quase um bilhão de pessoas. Até 2020, mais quatro milhões devem se somar a esse contingente, número igual a atual população chinesa.

Além disso, até 2030, as cidades dos países em desenvolvimento terão algo em torno de quatro bilhões de habitantes, ou 80% da população urbana do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *