Relações Exteriores

Forças Armadas
09/03/2009
Declaración de Santiago
10/03/2009

Brasil terá embaixada na Coréia do Norte

Brasil terá embaixada na Coréia do Norte

Na semana passada, o plenário do Senado Federal aprovou o nome do ministro Arnaldo Carrilho para chefiar a embaixada do Brasil em Pyongyang.

O Brasil será o primeiro país latino-americano a abrir uma representação permanente no regime político mais fechado do mundo.

A Coréia do Norte tem uma população de 23,2 milhões de habitantes e um contingente militar 1,1 milhão de soldados nas três forças (950 mil no Exército, 110 mil na Aeronáutica, e 46 mil na Marinha).

O país exporta equipamentos eletrônicos, minerais, metais, têxteis e máquinas e importa principalmente óleos e combustíveis minerais, máquinas e equipamentos eletrônicos, cereais, carnes e fertilizantes.

Seus principais parceiros comerciais são China, Coréia do Sul, Tailândia, Rússia e Japão.

Brasil e Coréia do Norte estabeleceram relações diplomáticas em março de 2001. O país asiático abriu sua embaixada em Brasília em janeiro de 2005. A representação brasileira naquele país iniciou suas atividades em setembro do ano passado.

De acordo com o Itamaraty, o Brasil foi estimulado a abrir embaixada residente em Pyongyang como forma de exercer papel moderador no processo de socialização da Coréia do Norte junto à comunidade internacional.

O comércio bilateral alcançou em 2007, US$ 232,1 milhões, um crescimento de 53% em relação ao ano de 2006. No ano passado, esse comércio registrou alta de 59,8%, com destaque para as importações brasileiras que praticamente dobraram.

Segundo dados da Economist Intelligence Unit, o comércio exterior da Coréia do Norte é de US$ 4,77 bilhões e o Brasil responde por 4,8% desse total.

Entre os produtos exportados pelo Brasil destacam-se o ferro fundido bruto, resíduos de metais preciosos, algodão, fumo e grãos de soja. Por outro lado, o país importa laminados de ferro/aço, circuitos integrados eletrônicos, placas de memória, telas para computadores portáteis e escavadoras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *