Agenda

Unasul fortalece integração política regional
12/02/2010
O Aqüífero Guarani e a Necessidade de Regulação Am
17/02/2010

Brasil terá novo embaixador no Equador

Brasil terá novo embaixador no Equador

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado Federal deve votar em março, a indicação do diplomata Fernando Simas Magalhães, para embaixador do Brasil em Quito.

 

Simas Magalhães já serviu na missão brasileira em Nova Iorque, foi primeiro secretário e encarregado de negócios em Moscou, conselheiro em Washington, Quito e Madri e ministro-conselheiro e encarregado de negócios na Organização dos Estados Americanos (OEA).

 

O Equador tem uma população estimada em 14,6 milhões de habitantes e preside a União das Nações Sul-Americanas (Unasul). Nas relações comerciais, a balança é superavitária para o Brasil em US$ 471 milhões.

 

As relações bilaterais foram abaladas em 2008 quando o presidente Rafael Correa expulsou  a Construtora Norberto Odebrecht do país e foi  à Corte Internacional de Arbutragem, em Paris, questionar o financiamento de US$ 242 milhões  contraídos com o BNDES para a construção da Hidrelétrica de San Francisco.

 

O Brasil chegou a convocar o embaixador Antonino Marques Porto e Santos, para consultas em 21 de novembro. Em janeiro, o Equador efetuou o pagamento da segunda parcela do financiamento e o diplomata retornou a Quito.

 

Em reunião com o chanceler Fander Falconí, ficou decidido que o embaixador brasileiro manteria reuniões quinzenais com o ministro.

 

Atualmente, cerca de 30 projetos de cooperação nas áreas técnica, social, educacional, cultural e diplomática, de promoção comercial e de Defesa, são executados pelos dois países.

Onze projetos nos campos da energia, tecnologia da informação, televisão digital, biocombustíveis, política econômica, sistema nacional de saúde e correios são negociados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *