Brasília, 18 de novembro de 2018 - 13h32

Brasil terá pacote de projetos para o Haiti

03 de fevereiro de 2010
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

No dia 25, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, desembarca em Porto Príncipe e deve anunciar um pacote de ajuda do Brasil à reconstrução do Haiti.



O Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República analisa os projetos que serão implementados, mas de acordo com o general Jorge Armando Félix, todas as propostas terão de contar com o apoio do governo haitiano e o respaldo das Nações Unidas.



Para o governo brasileiro, a prioridade deve ser a geração de empregos. Antes do terremoto do dia 12, 80% dos haitianos estavam desempregados.



Para o embaixador Antônio Simões, subsecretário-geral para a América Latina, do ministério das Relações Exteriores, “a prioridade é de criação de frentes de trabalho capazes de mobilizar a população, gerar renda e, ao mesmo tempo, começar a reconstruir pequenas coisas que façam com que a vida dessas pessoas comece a voltar ao normal”.



Um dos projetos prioritários diz respeito à coleta e reciclagem do lixo. O projeto  que era executado será ampliado para atender pelo menos 150 mil pessoas.



O Brasil pretende investir ainda na agricultura haitiana e na construção de casas populares de baixo custo que podem ser erguidas em menos tempo.



Através do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), serão implementados projetos de formação e qualificação de mão de obra.



Por enquanto, o governo não sabe quanto vai gastar com o pacote, mas alguns projetos poderão ser desenvolvidos em parceria com outros países e instituições internacionais.



Unasul



No próximo dia 9, a União das Nações Sul-Americanas (Unasul), reúne os chefes de Estado para uma reunião sobre a reconstrução do Haiti.



Foram confirmadas as presenças dos presidentes Evo Morales, da Bolívia, Álvaro Uribe, da Colômbia, Fernando Lugo, do Paraguai, Alan García, do Peru, e Hugo Chávez, da Venezuela.



O ministro dos Negócios Estrangeiros do Equador, Ricardo Patiño, destacou que a Unasul tem, entre suas funções, apoiar os países da América Latina.



“Queremos que a ajuda ao povo do Haiti sirva também para fortalecer as instituições do governo. Muitos funcionários já não estão mais lá e há dados que não existem mais”, afirmou.



Ele explicou que o governo do Equador negocia com as embaixadas da Argentina, Brasil, Chile, Guiana, Suriname e Uruguai, formas de ajudar o Haiti.



O Equador, por exemplo, pretende regularizar a situação de 450 imigrantes haitianos que vivem no país.



De acordo com o primeiro-ministro do Haiti, Jean Max Bellerive, mais de 200 mil haitianos morreram em decorrência do terremoto.

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...