Novos Mercados
05/10/2005
Paraguai
05/10/2005

Energia

Brasil terá segundo maior parque eólico do mundo

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou nesta quarta-feira, da assinatura do contrato para a construção do segundo maior parque eólico do mundo.

Serão três geradores, que vão utilizar a energia do vento. Eles entrarão em operação no segundo semestre de 2006, com capacidade para gerar um total de 150 MW de eletricidade.

O contrato para o financiamento, de R$ 662,4 milhões, foi assinado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social [BNDES] e pela empresa Ventos do Sul Energia S/A, responsável pelo empreendimento.

O financiamento será de R$ 465 milhões e o parque será instalado no município de Osório, no Rio Grande do Sul. Pelo menos 500 empregos diretos serão gerados durante as obras.

O projeto do parque eólico de Osório, realizado no âmbito do Programa de Apoio Financeiro a Investimentos em Fontes Alternativas [Proinfa], é o primeiro aprovado pelo BNDES para esse tipo de geração de energia. Atualmente, o Banco tem em carteira outros sete projetos eólicos, que somam investimento total de R$ 1,4 bilhão, com previsão de financiamento de R$ 821,4 milhões.

O Proinfa contempla três fontes alternativas de energia – a biomassa, a eólica e as pequenas centrais hidrelétricas. Na primeira fase do Proinfa foram ofertados 3,3 mil MW de potência, distribuídas entre PCH, eólica e biomassa, com entrada em operação prevista para dezembro de 2006. A Eletrobrás garante a compra da energia dos projetos selecionados.

O crédito do BNDES corresponde a 69% do valor total do investimento [de R$ 662,4 milhões], sendo R$ 105 milhões liberados diretamente pelo BNDES e os outros R$ 360 milhões repassados através de um consórcio de bancos.

No Brasil, existem atualmente apenas 28,6 MW instalados de energia eólica, em 11 empreendimentos, equivalentes a 0,03% da capacidade de geração de energia do país. Para o Proinfa, foram selecionados 53 projetos, em nove estados, totalizando 1,4 mil MW de potência instalada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *