Brasília, 18 de novembro de 2018 - 13h33

Brasil vai ajudar Palestina em acordo com o MERCOS

04 de junho de 2012
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília - O presidente da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, Michel Alaby, se reunirá entre 12 e 14 de junho em Ramallah, na Cisjordânia, com autoridades e empresários da Autoridade Nacional Palestina, para discutir quais produtos palestinos podem ser incluídos no acordo de livre comércio com o MERCOSUL.



Michel Alaby terá reuniões com funcionários dos ministérios das Finanças e das Relações Exteriores e representantes da União das Câmaras de Comércio e Indústria da Palestina.



Segundo ele, "vamos auxiliá-los na elaboração da lista de produtos [que serão] negociados no acordo comercial MERCOSUL-Palestina. Também vamos discutir a realização de um seminário de investimentos na Palestina".



O seminário empresarial será realizado no Brasil em 2013 para apresentar oportunidades de negócios na região.



Para o embaixador palestino no Brasil, Ibrahim Al-Zeben a participação da Câmara Árabe é "imprescindível para efetivar o acordo".



"Já há um balanço do nosso comércio com o Brasil, mas é uma iniciativa individual. Por meio da negociação com a Câmara Árabe, nós queremos abrir mais oportunidades de troca comercial com o Brasil como parte do MERCOSUL" explicou.



Atualmente, as exportações palestinas seguem para Israel e, de lá, partem para o país comprador. A partir do tratado de livre comércio com o MERCOSUL, os produtos serão identificados com a procedência original.



Este acordo ainda precisa ser ratificado pelos congressos dos quatro integrantes do bloco: Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai.



O MERCOSUL tem acordo de livre comércio com Israel e Egito desde 2010. A Palestina tem um tratado semelhante com a União Europeia.



A Câmara de Comércio Árabe Brasileira informou que entre os principais produtos palestinos estão granito amarelo, azeites e artesanato religioso.



De acordo com informações do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, entre janeiro e abril deste ano, o Brasil exportou US$ 3,7 milhões em produtos para a Palestina, especialmente carne bovina.



No mesmo período de 2011, as exportações somaram US$ 499,9 mil. Entre janeiro e abril deste ano, o Brasil importou US$ 15,3 mil, em pedras calcárias, dos palestinos.

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...