Agenda

Cúpula do Mercosul
17/07/2015
Defesa
21/07/2015

Aliança do Pacífico

Brasil vai ampliar comércio com Peru e Colômbia

Brasília – O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, inicia nesta terça-feira, 21, viagem de trabalho ao Peru e Colômbia. Os dois países latino-americanos da Bacia do Pacífico são apontados como estratégicos no Plano Nacional de Exportações, lançado em junho.

O primeiro compromisso será em Lima, com a ministra de Comércio Exterior e Turismo peruana, Blanca Magali Silva Velarde-Álvarez, com quem discutirá a ampliação do comércio bilateral nas áreas de bens, serviços, investimentos e compras governamentais.

No dia 22, quarta-feira, o Armando Monteiro abre oficialmente o evento Brasil Tecnológico 2015, promovido pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), em Bogotá, na Colômbia. O evento vai promover a discussão de temas como bioenergia e soluções brasileiras para os setores de TI e de máquinas e equipamentos.

Também está prevista a realização de uma rodada de negócios entre empresas dos dois países. Mais de 50 empresas brasileiras integram a missão. O evento, que já foi realizado anteriormente na África do Sul, Colômbia, Peru e Rússia volta a Bogotá este ano, com a expectativa de geração de US$ 30 milhões em negócios.

Às 14 horas do dia 22, Monteiro reúne-se com a ministra colombiana de Comércio, Indústria e Turismo, Cecilia Álvarez-Correa. Na pauta, estão as possibilidades de aumentar o comércio bilateral em bens, serviços, investimentos e compras governamentais.

Segundo Monteiro, “a missão para esses dois importantes países da Bacia do Pacífico tem sentido estratégico para a política de comércio exterior do Brasil. Temos condições de construir novos acordos para ampliar significativamente o comércio com Peru e Colômbia – que têm, inclusive, apresentado índices de crescimento expressivos e podem oferecer oportunidades para uma ampla gama de produtos brasileiros”.

Corrente de comércio

Peru e Colômbia estão entre os 32 países apontados como estratégicos no Plano Nacional de Exportações, lançado pelo governo federal em junho. Entre as ações previstas no Plano para 2015 envolvendo os dois países, estão as negociações para antecipar cronogramas de desgravação tarifária; busca de conclusão dos Acordos de Cooperação e Facilitação de Investimentos; e fortalecimento dos mecanismos bilaterais de comércio.

As exportações do Brasil para o Peru alcançaram US$ 1,818 bilhão em 2014, enquanto as importações chegaram a US$ 1,714 bilhão, gerando um superávit US$ 104 milhões. A pauta é composta majoritariamente por produtos manufaturados, que representam 92% do total exportado. Os produtos básicos representam 7% e os semimanufaturados, 0,9%.

Para a Colômbia, o Brasil exportou, em 2014, US$ 2,384 bilhões; enquanto importou desse mercado US$ 1,716 bilhão, com superávit de US$ 669 milhões. Os produtos manufaturados responderam por 92,6% do total das exportações, enquanto os semimanufaturados representam 4,8%, e os básicos, 2,5%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *