Relações Exteriores

Conflito Israel-Palestina
15/10/2012
Relações Exteriores da Câmara realiza debate sobre
15/10/2012

Oriente Médio II

Brasileiros em Israel criticam parcialidade sobre conflito

Brasília – Durante os dois dias em que passou em Israel, o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, visitou os lugares santos para o cristianismo, judaísmo e islamismo. Também esteve na Igreja da Natividade, em Belém, Palestina, local onde se acredita ter nascido Jesus Cristo.

No entanto, um dos encontros mais importantes que teve foi com brasileiros que vivem num kibutz próximo à Faixa de Gaza. Bror Hayil é conhecido como o “kibutz dos brasileiros”.

Na sexta-feira, 12, Patriota reuniu-se com dez representantes dessa comunidade para conhecer suas percepções sobre o conflito entre Israel e Palestina.

De acordo com Ogenia Shkolnik, “os líderes brasileiros e a mídia são muito favoráveis a apenas um dos lados quando se trata do conflito no Oriente Médio. Eles apoiam o lado palestino, por isso é importante que o chanceler brasileiro visite os imigrantes que vivem nos arredores de Gaza, e conheça o nosso lado também”.

Na sua opinião, a sociedade brasileira não sabe o que realmente acontece em Israel. Durante o encontro, o chanceler brasileiro recebeu uma carta de Natan Galkovich, que teve a filha morta após ser atingida por um foguete Qassam em 2005.

A carta foi escrita em nome dos dois mil brasileiros que vivem na região e pede que o Brasil assuma um papel mais ativo nas negociações de paz que levem à coexistência pacífica no Oriente Médio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *