Brasília, 13 de dezembro de 2018 - 07h48

Cooperação

17 de fevereiro de 2014
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília - Tecnologia espacial e suas aplicações e Astronomia são duas das cinco áreas temáticas em que Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul - países que formam o BRICS - decidiram aprofundar a cooperação em ciência, tecnologia e inovação (CT&I).



A iniciativa foi concretizada na última terça-feira, 11, no encerramento do 1º Encontro de Ministros de Ciência e Tecnologia dos BRICS, realizada na Cidade do Cabo, na África do Sul. As outras três áreas são alterações climáticas e mitigação de desastres naturais; recursos hídricos e de tratamento da poluição e energias alternativas e renováveis.



O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, propôs que as nações que integram o bloco dividam as estruturas de seus laboratórios de pesquisa científica.



Segundo ele, "os representantes dos cinco países enfatizaram a importância da cooperação na área científica e manifestaram disposição para incrementar a realização de projetos de pesquisa e desenvolvimento em conjunto".



O MCTI informou ainda que essas diretrizes integram a Declaração da Cidade do Cabo, documento aprovado no encontro e que expressa a intenção de enfrentar os desafios socioeconômicos globais e regionais comuns ao bloco; gerar novos conhecimentos e produtos inovadores, serviços e processos, e promover parcerias com outros atores estratégicos no mundo em desenvolvimento.



Raupp também solicitou a elaboração de uma medida que possibilite a cientistas que trabalham em outros países desenvolver projetos de pesquisa e desenvolvimento em laboratórios das demais nações integrante dos BRICS.



Na sua avaliação, o objetivo da ação é fortalecer a infraestrutura de pesquisa nos países do bloco e simplificar o intercâmbio de cientistas. "O compartilhamento de laboratórios é uma tendência da ciência moderna, que é feita cada vez mais por meio da colaboração entre parceiros, e uma medida de economia financeira", afirmou.



A integração de redes de alto desempenho para educação e pesquisa foi outra sugestão proposta pelo ministro. A ideia surgiu após a percepção de que a ciberinfraestrutura de pesquisa está baseada em conexões alocadas na Europa e na América do Norte.



"Trata-se de um objetivo estratégico do grupo e também uma maneira de contribuirmos para uma arquitetura efetivamente global da ciberinfraestrutura de pesquisa. Temos que considerar também a importância da integração da rede BRICS com outras redes, especialmente que possibilitem a participação de países da África, da América Latina e da Ásia", destacou o ministro.



Durante o encontro, os ministros defenderam também o estímulo ao investimento conjunto no incremento de altas tecnologias, a criação de plataformas tecnológicas comuns e a instalação de centros e laboratórios de pesquisa aplicada e de inovação.



Sugerem ainda o estabelecimento de mecanismos para transferência de tecnologia e conhecimento e a criação de um programa de intercâmbio estudantil no âmbito do grupo de nações para enfrentar seus desafios de capital humano.

Assuntos estratégicos

Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

O Senado do Paraguai postergou para março de 2019 a análise de três projetos de...
Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Na última terça-feira, 4, a governadora do Paraná, Cida Borghetti, e o ministro...
Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasília – O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, defendeu nesta...
Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Brasília - O governo do Paraguai intensificou o combate das ramificações das...
Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Brasília - O Brasil vai instalar três radares aéreos para o controle de voos de...
Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Brasília - O governo brasileiro encaminhou ao Congresso Nacional a Medida Provisória...
ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

Brasília – O Diretor-Geral da Agência Brasileira de Inteligência,...
Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...