Brasília, 14 de novembro de 2018 - 05h55
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

07 de novembro de 2018
por: Marcelo Rech
Compartilhar notícia:

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de transferir a sede da Embaixada do Brasil em Israel, de Tel Aviv para Jerusalém, a Câmara de Comércio Árabe Brasileira pretende trabalhar junto com o novo governo do Brasil para fortalecer as relações do país com o mundo árabe.

Nesta semana, o Egito cancelou visita que o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, faria ao Cairo, em retaliação às declarações de Bolsonaro. Além disso, os árabes em geral têm protestado contra a decisão, o que pode impactar o comércio principalmente de proteína animal.

A Câmara de Comércio Árabe Brasileira pretende apresentar ao presidente eleito, um estudo sobre o potencial de aumento dos negócios com a região. Segundo Rubens Hannun, presidente da entidade, “estamos de acordo com a posição do novo governo de desenvolver a produção, o agronegócio, a infraestrutura, e queremos aproveitar o momento para mostrar o potencial do mundo árabe”.

O documento foi elaborado ainda durante o processo eleitoral e deve ser entregue a Jair Bolsonaro antes da posse em 1º de janeiro de 2019. A expectativa é que os dados sensibilizem o presidente, pois a estimativa é que as exportações do Brasil para a região cheguem a US$ 20 bilhões até 2022, ante US$ 13,6 bilhões no ano passado.

“Como bloco, o mundo árabe é o segundo maior comprador de produtos do agronegócio brasileiro, atrás apenas da China. É necessário um planejamento para aumentar a participação de itens de maior valor agregado na pauta e de novas mercadorias com certificação halal. Os próprios árabes querem comprar mais do Brasil porque veem o país como um grande e confiável fornecedor de produtos halal ”, explicou Hannun.

Atualmente, o Brasil já é o maior fornecedor mundial de proteína animal halal, principalmente carne bovina e de frango, o que mostra a importância dos países árabes e muçulmanos para esta cadeia produtiva, mas pode avançar em outros segmentos, como o de cosméticos.

Além disso, investidores árabes têm interesse em aplicar recursos no Brasil, especialmente em infraestrutura, setor considerado prioritário pelo novo governo. Hoje, os fundos soberanos de nações árabes respondem por 40% dos ativos detidos por este tipo de instituição no mundo.

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...