Brasília, 16 de janeiro de 2019 - 17h30

Câmara discutirá deportação de brasileiros da Espa

16 de maro de 2011
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira, 16, requerimento para que o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, debata a ocorrência de obstáculos impostos pelas autoridades espanholas aos brasileiros que ingressam no país.



O mesmo deverá ocorrer no Senado Federal onde o líder do PMDB, Renan Calheiros (AL), criticou o governo espanhol por expulsar brasileiros regularmente documentados.



Patriota será convidado a falar ainda sobre as diretrizes da política externa brasileira e as perspectivas das relações internacionais do Brasil, especialmente com os países árabes.



A proposta do deputado Antonio Carlos Mendes Thame (PSDB-SP) recorda que em 2008, a Comissão de Relações Exteriores já havia realizado audiência pública para examinar a detenção de uma cidadã brasileira, pelas autoridades aeroportuárias de Madri.



Trata-se de uma pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP) que sequer viajava para a Espanha. Ela tinha como destino final Lisboa, mas permaneceu presa por três dias na Espanha até ser deportada.



Em janeiro deste ano, uma jovem acadêmica também foi detida pela polícia espanhola por suposta insuficiência de documentos.



Mendes Thame revelou o teor otimista de uma carta recebida do embaixador espanhol em Brasília, Carlos Alonso Zaldívar.



De acordo com o diplomata, os casos de inadmissão de brasileiros na Espanha passou de 2.842 em 2008, para 1.994 em 2009 e 1.831 em 2010.



No dia 24, a ministra das Relações Exteriores da Espanha, Trinidad Jimenez, cumprirá agenda de trabalho em Brasília e deverá tratar do assunto.



Os parlamentares não descartam levar o assunto diretamente a chanceler espanhola.



Para os deputados, as relações bilaterais podem ser negativamente impactadas se não houver uma solução definitiva para o assunto.