Relações Exteriores

BolBra II
29/03/2012
Bolívia vai cobrar presença de Cuba na Cúpula das
29/03/2012

Carro diplomático dos EUA transporta armas na Bolí

Carro diplomático dos EUA transporta armas na Bolívia e desata crise

Brasília – Um veículo com placa diplomática da embaixada dos Estados Unidos na Bolívia foi interceptado no Departamento de Beni transportando armas e munições, criando uma nova crise entre os dois países. De acordo com o governo boliviano, não existe acordo entre La Paz e Washington sobre o assunto.

O ministro da Defesa da Bolívia, Rubén Saavedra, também descartou que as armas seriam entregues à Polícia, como informou a embaixada norte-americana em nota.

A embaixada dos Estados Unidos depois informou que as armas seriam para a Polícia Nacional realizar a proteção das instalações diplomáticas norte-americanas no país, o que também foi negado pelo ministério de Relações Exteriores da Bolívia.

O Comando Geral da Polícia boliviana reiterou que não existe nenhum tipo de acordo ou convênio, nem mesmo em negociação, neste sentido. Além disso, estranhou que o transporte tenha sido feito durante a madrugada em veículo diplomático que não está sujeito a inspeções.

Em 2011, a embaixada dos Estados Unidos firmou um acordo com o governo de Beni sobre a proteção de instalações físicas, o que é irregular, pois qualquer acordo desta natureza só pode ser assinado entre países. Para piorar, o convênio expirou em 31 de dezembro de 2011.

Nesta quarta-feira, 28, o governo boliviano acusou os Estados Unidos de violar a Convenção de Viena e prometeu tomar as providências devidas junto ao corpo diplomático residente em La Paz.

Desde 1996 que a Bolívia e os Estados Unidos vivem as turras. Em 2008, o presidente boliviano chegou a expulsar o embaixador dos Estados Unidos no país, Phillip Goldberg, acusado de conspiração.

Há um mês, os dois países iniciaram um processo de reaproximação com a criação de uma Comissão Conjunta Bilateral destinada normalizar as relações e retomar a troca de embaixadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *