Brasília, 16 de dezembro de 2019 - 01h23
Centro de Lançamento de Alcântara no radar do desenvolvimento

Centro de Lançamento de Alcântara no radar do desenvolvimento

03 de outubro de 2019 - 12:09:53
por: Marcelo Rech
Compartilhar notícia:

Brasília – Nos dias 1º e 2, o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), localizado no Maranhão, recebeu a visita de representantes de diversos ministérios e órgãos governamentais que foram conhecer não apenas as instalações do CLA, mas também detalhes sobre o Programa Espacial Brasileiro. A ideia é colocar o CLA e Alcântara, no radar do desenvolvimento social e econômico. O Chefe de Operações Conjuntas do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas do Ministério da Defesa, brigadeiro Carlos de Almeida Baptista Junior, também integrou a comitiva.

Segundo ele, "o Programa Espacial Brasileiro é um assunto complexo do Estado e, para ele, precisamos da união de diversos órgãos federais, estaduais e municipais. Então, trouxemos aqui a administração federal em seu mais alto nível, com secretários-executivos, para que vejam in loco e tenham a percepção do que cada ministério tem a contribuir para o Programa Espacial", explicou.

De acordo com o Comando da Aeronáutica, a comitiva, composta por representantes de 12 ministérios e quatro órgãos governamentais, além do vice-prefeito de Alcântara, conheceu as instalações do CLA, que é responsável por executar as atividades de lançamento e rastreio de engenhos aeroespaciais, além de coleta e processamento de dados das cargas úteis. Os visitantes assistiram, ainda, a uma apresentação sobre o Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST) firmado pelo Brasil com os Estados Unidos e pendente de ratificação pelo Congresso Nacional.

“Somos uma unidade ímpar em termos de localização, considerando todas as perspectivas, tanto geológica quanto climatológica. O Centro já tem essa dinâmica de vantagem naturalmente”, afirmou o diretor do CLA, Coronel Marco Antônio Carnevale Coelho.

Além da visita às instalações do Centro, a comitiva sobrevoou a região, visitou o atracadouro sob a responsabilidade do CLA em Alcântara, utilizado pelo Grupamento de Apoio de Alcântara e pela população maranhense, e o centro histórico e a zona rural do município.

O Secretário Nacional de Estruturação do Turismo, Robson Narpier Borchio, destacou o potencial de atração turística da localidade. "A região tem características muito interessantes do ponto de vista turístico, temos o Centro de Lançamento e uma cidade histórica muito representativa, com ruínas, arquitetura totalmente original, próxima a uma rota importantíssima do turismo, a Rota das Emoções, onde estão localizados os Lençóis Maranhenses, então ela tem tudo para somar a um componente de turismo muito grande, vinculado aqui ao litoral. O CLA é um importante gerador de tecnologia, de formação de mão de obra, na ponta da tecnologia mundial, isso contribui fortemente para uma sinergia com relação ao turismo", explicou.

Para o Presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB), Coronel Carlos Augusto Teixeira de Moura, "esse empreendimento demanda não apenas os meios técnicos que estão a cargo do Comando da Aeronáutica e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, mas, também, um programa de Estado que invista completamente na região de forma que consigamos crescer juntos e desenvolver todo o potencial para aqui se transformar em um polo gerador de desenvolvimento não apenas industrial e tecnológico, mas também turístico", disse.

Já o Secretário-Executivo Adjunto do Ministério do Desenvolvimento Regional, José de Castro Barreto Júnior, assinalou que a atividade espacial pode trazer benefícios aplicáveis a diversas áreas em Alcântara. "Essa comitiva tem desafios de unir suas políticas públicas para desenvolver a região, que tem um potencial gigantesco. Na nossa pasta, temos, no mínimo, quatro áreas relacionadas a Alcântara, que são mobilidade, saneamento, recursos hídricos e desenvolvimento”, concluiu.