Agenda

Integração Militar
20/01/2017
Política
23/01/2017

Integração Regional

Chanceler dominicano confirma presença de 18 países na V CELAC

Brasília – O ministro das Relações Exteriores da República Dominicana, Miguel Vargas, confirmou nesta quinta-feira, 19, a participação de apenas 18 representantes de Estados e organismos internacionais na V Cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC), que será realizada em Punta Cana, entre 22 e 26 de janeiro.

Vargas informou ainda que durante o evento, serão adotadas declarações especiais sobre segurança alimentar, migração, problema mundial das drogas e desenvolvimento. Além disso, haverá debates sobre desarmamento nuclear, gênero, empoderamento das mulheres, financiamento para o desenvolvimento, e a devolução da baía de Guantánamo para Cuba.

O ministro explicou que entre as declarações especiais que podem ser até 19, devem ser aprovadas aquelas que defendem a soberania argentina sobre as Ilhas Malvinas, pedem o fim do embargo econômico contra Cuba, defendem os idiomas originários ou indígenas, os sistemas de saúde sustentáveis e a aplicação da Agenda 2030.

Entre os organismos internacionais que se farão presentes estão o Banco Mundial, a FAO, a CEPAL, a SEGIB, a SELA e o Banco de Desenvolvimento da América Latina. O português Antonio Guterres, Secretário-Geral da ONU, também é esperado na República Dominicana.

“A primeira atividade formal no marco da V CELAC será no dia 24 com a 13ª Reunião de Chanceleres, durante a qual revisaremos o programa e os documentos que serão posteriormente adotados pelos Chefes de Estado e de Governo”, afirmou o ministro. O presidente Danilo Medina fará a abertura oficial do evento no Teatro do Hotel Barceló Bávaro, na noite de terça-feira, 24.

Na quarta-feira, 25, será realizada a primeira plenária da Cúpula, “onde poderão participar todos os presidentes e chefes de delegações. O presidente Medina oferecerá um almoço quando o diretor-geral da FAO, José Graziano da Silva, informará sobre os avanços do Plano de Segurança Alimentar, Nutrição e Erradicação da Fome (Plan San CELAC), implementado nos países que integram o bloco.

A CELAC é conformada por 33 países latino-americanos e caribenhos. O presidente Michel Temer e o chanceler José Serra também não participarão do evento. O Brasil será representado pelo Embaixador Paulo Estivallet de Mesquita, Subsecretário-Geral de América do Sul, Central e Caribe, do ministério das Relações Exteriores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *