Brasília, 15 de novembro de 2018 - 05h23

Comunidade Sul-Americana

19 de abril de 2005
por: InfoRel
Compartilhar notícia:
Os chanceleres dos paà­ses da América do Sul, reunidos nesta terça-feira na primeira reunião formal da Comunidade Sul-Americana de Nações, aprovaram três declarações ao final do encontro.

Eles manifestaram preocupação com a crise polà­tica no Equador e endossaram apoio para que o Peru obtenha um assento não-permanente no Conselho de Segurança das Nações Unidas.

No final da tarde, os chanceleres foram recebidos pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Palácio do Planalto, quando foi assinado o convênio entre o Ministério das Relações Exteriores do Brasil com a Finep, para a execução de estudos técnicos sobre onze projetos de integração fà­sica.

Participaram do encontros, os chanceleres do Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela, além do novo Secretário-Geral da Associação Latino-Americana de Integração [ALADI], o ex-chanceler uruguaio Didier Opertti; o ex-presidente argentino Eduardo Duhalde, presidente do Comitê de Representantes do Mercosul; o Secretário-Geral da Comunidade Andina, Allan Wágner; o presidente da Corporação Andina de Fomento, Enrique Garcia; o diretor da Secretaria do Mercosul, Reginaldo Arcuri; o Secretário do Comitê Intergovernamental Coordenador dos paà­ses da Bacia do Prata, Hélio de Macedo Soares, e a Secretária-Geral da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica, Rosalà­a Arteaga.

Os chanceleres apelaram para que a sociedade civil equatoriana em conjunto com a classe polà­tica do paà­s, busquem uma solução pacà­fica para a crise institucional que atinge o Equador.

Eles manifestaram preocupação com relação a ordem democrática no paà­s, uma vez que o presidente Lucio Gutierrez encontra-se cada vez mais isolado.

Na declaração, reafirmaram apoio à  candidatura peruana a um assento não-permanente no Conselho de Segurança das Nações Unidas, durante o perà­odo de 2006-2007. No final, saudaram o aniversário da Declaração de Independência da Venezuela.

Em setembro, os presidentes sul-americanos devem reunir-se no Rio de Janeiro para institucionalizar a criação da Comunidade Sul-Americana de Nações.

Segundo a ALADI, os paà­ses que representarão a futura comunidade, formarão um mercado comum de 361 milhões de consumidores, espalhados em quase 18 milhões de quilômetros quadrados. No último ano, o comércio exterior da região alcançou US$ 181 bilhões de dólares.

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...