Agenda

Discurso do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva,
22/07/2010
Crise Colômbia – Venezuela: um desafio à UNASUL
26/07/2010

Chávez versus Uribe

Chanceleres da UNASUL discutem crise regional

Nesta 5ª feira, os chanceleres da União das Nações Sul-Americanas (UNASUL), se reúnem em Quito, Equador, para discutir a crise Colômbia – Venezuela.

Na semana passada, a Colômbia apresentou na Organização dos Estados Americanos (OEA), provas da presença de guerrilheiros colombianos em território venezuelano.

De acordo com a denúncia, 80 acampamentos e 1.500 guerrilheiros das Farc e ELN, estariam na Venezuela protegidos pelo governo de Hugo Chávez.

Em resposta, Chávez rompeu relações com o vizinho.

Nesta segunda-feira, o ministro de Relações Exteriores da Venezuela, Nicolás Maduro, iniciou por Brasília, um giro pela região onde pretende convencer os países membros da UNASUL que a Colômbia é a responsável pela presença das Farc e ELN no país.

Antes de encontrar-se com Lula, o chanceler venezuelano esteve com o Secretário-Geral do Itamaraty, embaixador Antônio Patriota, que representará o Brasil na reunião de Quito.

Maduro quer deixar claro que Hugo Chávez não protege, apóia ou financia grupos irregulares colombianos.

Na terça-feira, ele desembarca em Buenos Aires onde se reúne com o chanceler argentino, a presidente Cristina Fernández e o Secretário-Geral da UNASUL, Nestor Kirchner.

Até 5ª feira, ele terá se encontrado com os ministros de Relações Exteriores da Bolívia, Chile, Peru, Paraguai e Uruguai. Maduro ainda deve conversar com Ricardo Patiño, chanceler equatoriano, que preside a UNASUL.

Mediação

Na reunião de chanceleres, será discutida a mediação para a crise.

Argentina, Bolívia, Brasil, Equador e Venezuela, não aceitam que a OEA, os Estados Unidos, a Espanha ou a União Européia, participem desse esforço.

Querem que a crise seja solucionada exclusivamente pelos membros da UNASUL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *