Comunicado Conjunto Brasil – Venezuela
09/07/2008
Mercosul: adesão da Venezuela é prioridade
10/07/2008

Chávez e Uribe discutem agenda de cooperação regio

Chávez e Uribe discutem agenda de cooperação regional

Os presidentes da Colômbia, Álvaro Uribe, e da Venezuela, Hugo Chávez, têm encontro marcado para esta sexta-feira em Caracas quando deverão pôr fim às tensões que se arrastam desde 2007.

Será a primeira reunião entre os mandatários desde o ataque colombiano a um acampamento das Farc em território equatoriano, no mês de março.

Além de revisarem a agenda bilateral, os dois presidentes também devem assinar um acordo para a construção de uma ferrovia binacional, proposta por Chávez. A ferrovia deverá estender-se também até a fronteira com o Equador.

De acordo com o chanceler venezuelano Nicolás Maduro, “será um encontro político onde prevalecerá uma agenda de paz e cooperação, produto do empenho do presidente Chávez e do governo bolivariano de normalizar as relações bilaterais e resolver as diferenças entre ambos os países”.

Maduro informou ainda que os dois presidentes vão analisar a cooperação energética, econômica, fronteiriça, comercial e de infra-estrutura, para que seja estabelecido um cronograma de ações conjuntas.

O governo da Venezuela também acredita que o encontro entre Chávez e Uribe vai fortalecer a União das Nações Sul-Americanas (UNASUL), uma vez que esse processo busca evitar qualquer tipo de conflito político que provoque danos à região.

Farc

Nesta quarta-feira, Hugo Chávez afirmou que “contamos com Ingrid Betancourt para continuar buscando caminhos para a libertação dos reféns e para a paz com o país vizinho”.

Sobre a conversa que teve com Betancourt, Chávez revelou que “ela me pediu para que seguíssemos lutando, agora em coordenação com ela. Uma extraordinária mulher, muito inteligente e muito valente, Ingrid. Contamos com ela para continuar buscando caminhos para a libertação dos reféns. Estou às ordens para ajudar”.

O líder venezuelano explicou que trabalha por um acordo humanitário e para que seja estabelecida uma mesa de diálogo em prol da paz.

De acordo com a chancelaria venezuelana, na conversa com o presidente Chávez, Ingrid Betancourt agradeceu as gestões feitas para a libertação de todos os reféns em poder das Farc.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *