Brasília, 15 de setembro de 2019 - 10h15
Chile e Paraguai anunciam saída da UNASUL

Chile e Paraguai anunciam saída da UNASUL

23 de abril de 2019 - 09:58:48
por: Marcelo Rech
Compartilhar notícia:

Brasília – Depois da Colômbia e do Brasil, agora é a vez do Chile e do Paraguai anunciarem que deixarão a União das Nações Sul-Americanas (UNASUL). No dia 11 de abril, o ministério de Relações Exteriores do Paraguai formalizou a denúncia do Tratado Constitutivo da UNASUL junto ao governo do Equador, depositário deste instrumento. Nesta segunda-feira, 22, a chancelaria chilena adotou a mesma postura.

Os dois países, assim como o Brasil, concluirão o processo de desvinculação da UNASUL até outubro deste ano. A aposta agora se concentra na criação do Foro para o Progresso da América do Sul (PROSUL), que já conta com o apoio formal de Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai e Peru.

Os chanceleres destes países, reunidos em Santiago no dia 22 de março, reconheceram que já não há condições de viabilizar a UNASUL que está sem um Secretário-Geral há quase três anos, não opera, não se reúne, não decide.

Sobre o PROSUL, o chanceler Roberto Ampuero, do Chile, afirmou que “não se trata de uma decisão ideológica, contra uma tendência política ou um setor político, mas uma decisão pragmática e urgente, pois a integração é necessária para a América do Sul e a UNASUL já não tem condições para impulsioná-la”, explicou.

Em nota, a chancelaria paraguaia informou que “pese aos esforços realizados pelos membros da UNASUL, não foi possível retomar o caminho marcado pelos seus objetivos fundacionais. Por esta razão, o Paraguai resolveu encerrar o ciclo e explorar novas formas de encarar a integração da América do Sul, em um marco flexível e eficiente, que permita gerar benefícios concretos em favor da cidadania”.