Brasília, 23 de maio de 2019 - 21h09
China quer trabalhar com o Brasil de Jair Bolsonaro

China quer trabalhar com o Brasil de Jair Bolsonaro

03 de janeiro de 2019 - 17:09:55
por: Marcelo Rech
Compartilhar notícia:

Brasília – A China quer trabalhar com o Brasil do presidente Jair Bolsonaro, foi o que expressou em carta enviada ao mandatário brasileiro, o líder daquele país, Xi Jinping. De acordo com ele, “a China está disposta a trabalhar com o novo governo brasileiro para desenvolver a economia dos dois países, salvaguardar a paz mundial e realizar uma cooperação bilateral “pragmática”. Ele também desejou felicidades no governo.

Segundo o Palácio do Planalto, na carta, Jinping disse que desde o estabelecimento das relações entre China e Brasil, há 44 anos, os “laços entre os dois países resistiram dos cenários internacionais e se desenvolveram de maneira integral e profunda”. Na sua avaliação, a base dessas boas relações tem sido o respeito mútuo. Xi Jinping disse ter apreciado a declaração feita por Jair Bolsonaro, logo após ganhar as eleições, de que a China é um grande sócio de cooperação com o Brasil.

O presidente chinês afirmou ainda que está disposto a realizar esforços conjuntos com o presidente Bolsonaro para respeitar os interesses centrais de cada país e desenvolver uma perspectiva estratégica a longo prazo.

A carta foi entregue nesta quarta-feira, 2, em mãos a Bolsonaro pelo enviado especial do presidente chinês Ji Bingxuan, segundo informou a Embaixada da China, em Brasília. Ji Bingxuan é vice-presidente do Comitê da Assembleia Popular Nacional e participou da cerimônia de posse do presidente da República há dois dias.

Ele e o presidente brasileiro discutiram a ampliação do comércio bilateral e a cooperação em ciência, tecnologia, agricultura, além de acordos nos segmentos empresarial e industrial. Ji Bingxuan também destacou a importância de os dois países desempenharem conjuntamente papéis protagonistas na pacificação mundial.

Bolsonaro assegurou a intenção de ampliar o relacionamento bilateral com a China e reafirmou a importância das relações sino-brasileiras. Bolsonaro mencionou ainda a importância da diversificação da pauta comercial e da ampliação das áreas de cooperação entre os dois países.

Nesta quarta-feira, 2, o vice-presidente Hamilton Mourão reuniu-se no Planalto com representantes da Câmara de Comércio Chinês.