Relações Exteriores

Tratado que cria a Unasul será ratificado
29/04/2009
Estados Unidos revê relações na América Latina
02/05/2009

CNI defende conclusão da Rodada de Doha

CNI defende conclusão da Rodada de Doha

O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Armando Monteiro Neto, afirmou nesta quarta-feira que as empresas estão preocupadas com o risco de uma nova onda de políticas protecionistas no contexto da crise financeira.

Monteiro Neto participou do lançamento do Grupo Parlamentar Brasil – União Européia, na sede da CNI, em Brasília.

Na sua avaliação a crise gerou uma nova urgência de se concluir a Rodada de Doha, da Organização Mundial do Comércio (OMC), que objetiva a liberalização do comércio internacional.

Segundo ele, “Brasil e União Européia devem se esforçar para reiniciar as negociações birregionais para concluir um acordo de livre comércio ambicioso e abrangente entre Mercosul e UE”.

“É evidente que o papel dos Parlamentos nesse contexto passa a ser cada vez mais importante. O Grupo Parlamentar surge com essa marca, de compromisso muito firme de impulsionar a agenda econômica entre Brasil e os países da UE”, destacou.

Ele lembrou que o bloco europeu é, atualmente, o principal parceiro comercial e de investimentos do Brasil. A corrente de comércio é de aproximadamente US$ 75 bilhões, sendo que para a UE são destinadas 23% das exportações nacionais.

Além disso, no ano passado, 50% dos investimentos no Brasil vieram da zona do Euro.

O embaixador José João Soares Pacheco, chefe da delegação da Comissão Européia no Brasil, o Grupo pode ajudar a estreitar as relações comerciais entre o Brasil e o bloco europeu.

“Nem mesmo a concessão de subsídios por alguns países europeus deve prejudicar a relação. Pelo contrário, pode até ajudar a sair da crise. Há uma agenda muito positiva, que vai da cooperação internacional, passa pela pesquisa e desenvolvimento e chega a biocombustíveis, entre outros temas de interesse”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *