Soldado peruano afirma que Farc cruza permanenteme
18/06/2008
A Lex Mercatoria: Entre o Costume Internacional e
18/06/2008

Colômbia e Peru fortalecem cooperação na luta cont

Colômbia e Peru fortalecem cooperação na luta contra o terrorismo

A partir de julho, militares do Peru e da Colômbia realizaram patrulhas conjuntas ao longo do rio Putumayo, que está na linha de fronteira entre os dois países.

Além disso, serão selecionados oficiais das respectivas Forças Armadas para que haja uma efetiva coordenação das operações.

O anúncio foi feito pelo ministro da Defesa do Peru, Antero Flores-Araoz, que afirmou ser um compromisso pessoal do presidente Alan García, a cooperação com a Colômbia na luta contra todas as formas de violência na fronteira comum.

Flores-Araoz explicou que Peru e Colômbia padecem dos mesmos problemas e perigos, como o terrorismo, narcoterrorismo e lavagem de dinheiro.

Ele explicou que a Colômbia sempre compreendeu a luta peruana contra organizações terroristas como Sendero Luminoso e Movimento Revolucionário Tupac Amaru (MRTA), e que o Peru entende a luta travada pelos colombianos contra as Farc.

Antero Flores-Araoz também foi claro quanto a qualificação que deve ser dada às Farc: delinqüentes terroristas: “se matam, violentam, seqüestram, chantageiam, extorsionam, mantém reféns e atentam contra a propriedade pública o privada, não podem ser tratados como a Guarda Suíça, são delinqüentes”, afirmou.

O ministro peruano revelou ainda que do lado peruano do rio Putumayo, são vistos guerrilheiros uniformizados e armados das Farc e que os dois países mantém uma comunicação fluída em relação ao terrorismo.

No início do mês, Flores-Araoz se reuniu com o ministro da Defesa da Colômbia, Juan Manuel Santos para preparar a próxima reunião do mecanismo 2 + 2 que será realizada no segundo semestre e que vão reunir os ministros de exteriores e defesa de ambos países.

Peru e El Salvador firmam cooperação na luta contra o terrorismo

Os governos do Peru e El Salvador firmaram uma série de convênios que pretendem impulsionar e fortalecer os esforços comuns na luta contra o narcoterrorismo, através de mecanismos de intercâmbio de informações e combate a grupos subversivos.

Para tanto, os ministros da defesa do Peru, Antero Flores-Araoz, de El Salvador, Jorge Alberto Molina, assinaram o acordo bilateral de cooperação em defesa e segurança.

Enquanto o Peru tem experiência na luta contra o terrorismo e o narcoterrorismo, El Salvador possui expertise na luta contra a lavagem de dinheiro e controle de cash burrier, uma nova modalidade de ingresso de dinheiro ilícito através do sistema financeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *