Brasil vai respeitar sanções da ONU ao Irã
10/08/2010
Brasil e Argentina afinam relações comerciais
10/08/2010

Colômbia e Venezuela superam crise diplomática

Colômbia e Venezuela superam crise diplomática

Os presidentes Juan Manuel Santos, da Colômbia, e Hugo Chávez, da Venezuela, se reuniram nesta terça-feira e anunciaram a retomada das relações diplomáticas.

A reunião contou com a presença do Secretário-Geral da União das Nações Sul-Americanas (UNASUL), Nestor Kirchner e foi concluída com a assinatura de uma Declaração de Princípios (leia a íntegra no InfoRel en Español) que enumera os passos que ambos países darão até a normalização completa das relações.

Santos tomou posse no sábado e imediatamente anunciou o encontro bilateral.

No dia 22, o governo colombiano denunciou na Assembleia Geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), a existência de 87 acampamentos das Farc e ELN em território venezuelano.

Além disso, cerca de 1.500 guerrilheiros estariam no país apoiados e protegidos pelo governo de Hugo Chávez.

O rompimento das relações veio em seguida por iniciativa do venezuelano.

De acordo com Juan Manuel Santos, Hugo Chávez se comprometeu a não tolerar a presença de guerrilheiros colombianos na Venezuela.

Os dois presidentes concordaram que as relações começam do zero, o que significa não discutir o acordo militar firmado por Uribe com os Estados Unidos nem a denúncia apresentada na OEA.

Para o governo brasileiro, a decisão é positiva para toda a região.

Em nota, o ministério das Relações Exteriores destaca:

“O Governo brasileiro tomou conhecimento, com grande satisfação, do restabelecimento das relações diplomáticas entre a Venezuela e a Colômbia, resultante da reunião entre os Presidentes Hugo Chávez e Juan Manuel Santos, realizada hoje, na cidade colombiana de Santa Marta.

O Governo brasileiro congratula-se com os Governos da Colômbia e da Venezuela pela decisão, que abre nova oportunidade para a retomada do dinamismo e do entendimento que historicamente caracterizam as relações entre os dois países.

O Brasil saúda a decisão também pela importância do diálogo entre Caracas e Bogotá para o avanço da integração sul-americana. Nesse contexto, o Governo brasileiro manifesta seu apreço pelas gestões empreendidas pelo Secretário-Geral da UNASUL, Néstor Kirchner, para a promoção do entendimento entre a Venezuela e a Colômbia.

O Brasil reitera sua disposição de seguir cooperando – por meios bilaterais e no âmbito da UNASUL – com as autoridades venezuelanas e colombianas para consolidar esta nova etapa de diálogo, em benefício da paz e da prosperidade regionais”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *