Brasília, 15 de outubro de 2018 - 21H43

Super Tucano

16 de maro de 2005
por: InfoRel
O Ministério da Defesa da Colômbia apresentou nesta quarta-feira, as condições para a compra de 22 aviões de combate para a Força Aérea Colombiana. Representantes de 13 empresas, incluindo a brasileira Embraer, participaram da audiência pública em Bogotá.

O Ministério da Defesa explicou as condições jurà­dicas, econômicas, financeiras e técnicas, preliminares para a contratação da fornecedora das aeronaves. Autoridades colombianas ressaltaram a importância por reforçar a capacidade tática da FAC. As atuais aeronaves OV 10 e A 37, deixarão de operar em breve.

Os colombianos querem um avião de alta tecnologia que seja capaz de incrementar quantitativa e qualitativamente a Força Aérea do paà­s. Serão aplicados cerca de US$ 540 milhões no programa, em duas etapas. Na primera etapa, serão gastos US$ 234 milhões.

A Embrear está na disputa com o Super Tucano, avião que já tentou vender para a FAC, mas teve o negócio impedido pelo governo dos Estados Unidos, que chegaram a ameaçar com um corte nos recursos do Plano Colômbia, caso o paà­s insistisse na compra do avião brasileiro.

É possà­vel que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ofereça o avião brasileiro a exemplo do que fez quando esteve com o colega venezuelano Hugo Chávez. Lula encontrará o presidente àlvaro Uribe juntamente com Chávez e o primeiro-ministro espanhol José Luiz Rodriguez Zapatero, no dia 29 em São Gabriel da Cachoeira [AM].

O Super Tucano é um avião de treinamento e ataque leve da Embraer, foi criado com base na plataforma do Tucano. Atualmente, 650 aviões Tucano estão em operação em cerca de 17 forças aéreas em todo o mundo, incluindo o Brasil, Grã-Bretanha, França, Egito e Kuwait. Trata-se de um turboélice militar multitarefa da Embraer para treinamento básico e avançado, ataque leve e familiarização com armamento.

Os Super Tucano da FAB serão usados juntamente com mais oito aviões ISR da Embraer no Sistema de Vigilância da Amazônia [SIVAM]. As aeronaves ISR da Embraer atendem todos os requisitos do Governo brasileiro para o SIVAM, havendo também encomendas dos governos da Grécia e do México.

Recentemente, o Exército e a Marinha dos Estados Unidos encomendaram 57 aeronaves ISR da Embraer para o programa Aerial Common Sensor [ACS]. Os sistemas dos aviões ISR da Embraer foram desenvolvidos originalmente para o Programa SIVAM do Brasil, iniciado em 1997 e hoje em pleno funcionamento.

Assuntos estratégicos

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...