Relações Exteriores

Brasil e Espanha fortalecem cooperação com Cuba
17/02/2009
América Latina
02/03/2009

Colômbia reconhece esforço do Brasil por reféns da

Colômbia reconhece esforço do Brasil por reféns das Farc

O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, está em Brasília onde se reúne com o presidente Lula e os presidentes do Senado, José Sarney, da Câmara, Michel Temer, e do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes.

No mês de janeiro, dois helicópteros do Exército brasileiro participaram da operação de resgate de seis reféns das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). As ações foram coordenadas pela Cruz Vermelha Internacional.

Na oportunidade, foram liberados os membros da Polícia Nacional colombiana Walter Lozano, Juan Galicia e Alexis Torres; o soldado William Giovanny Domínguez Castro; o ex-governador do departamento de Meta, Alan Jara, e o ex-deputado colombiano Sigifredo López.

Álvaro Uribe já havia telefonado para Lula para agradecer a maneira discreta com que o Brasil atuou. Além do telefonema de Uribe, um comunicado das Farc agradecendo a participação brasileira foi divulgado pela senadora colombiana Piedad Córdoba.

O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, afirmou que o Brasil pode participar de novas operações humanitárias. “Quando formos solicitados, nós agiremos e acho que assim é que deu certo. Nós estamos muito contentes que isso tenha ocorrido assim”.

Já o ministro da Defesa, Nelson Jobim, preferiu destacar que as Forças Armadas brasileiras podem exercer significativo papel na política externa, mostrando, como no caso do Haiti, que o Brasil ajuda outros países sem buscar nenhum ganho específico.

Ele observou que o Brasil tem expertise e aparelhos capazes de atuar nos Andes.

No final do ano passado, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva se encontrou em São Paulo, com a franco-colombiana Ingrid Betancourt, que foi mantida sequestrada pelas Farc por seis anos.

Ela também agradeceu a participação do Brasil nas negociações que resultaram em sua libertação. Na ocasião, Lula definiu esse evento como “uma conquista para a humanidade”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *