Defesa

Missões internacionais de paz em debate
05/08/2009
Eleições para o Parlamento do Mercosul em 2010
05/08/2009

Colômbia vai ceder sete bases militares aos EUA

Colômbia vai ceder sete bases militares aos EUA

Serão sete e não três as bases militares que a Colômbia vai ceder aos Estados Unidos, prevê o acordo que está sendo negociado entre os dois governos.

De acordo com o general Freddy Padilla que acumula as funções de Comandante das Forças Armadas e ministro da Defesa, serão três bases aéreas, duas do Exército e duas bases navais.

Os soldados norte-americanos serão autorizados a operarem nas bases aéreas de Malambo, Palanquero, Apiay, nas bases do Exército em Tolemaida e Larandia, e das bases navais de Cartagena de Índias e Bahía Málaga.

Padilla fez o anúncio na abertura de uma conferência sobre segurança regional, realizada em Cartagena e da qual participam representantes de nove países, inclusive o novo chefe do Comando Sul dos Estados Uunidos, general Douglas Fraser, que na semana passada, esteve no Brasil.

Fraser fez questão de destacar que o acordo militar com a Colômbia não está fechado e espera que as gestões do assessor de Segurança Nacional, James Jones, e do presidente colombiano Álvaro Uribe, sirvam para diminuir as resistências na região.

Na avaliação de Freddy Padilla, apenas os terroristas e narcotraficantes devem temer o acordo com os Estados Unidos. Ele garantiu que a soberania dos países sul-americanas não está ameaçada.

Douglas Fraser, lembrou que os Estados Unidos já trabalham com a Colômbia há muitos anos na cooperação militar e que tudo é realizado de forma transparente e com a fiscalização do Congresso norte-americano.

Um dos maiores críticos do acordo, o Brasil não enviou representantes ao encontro que reuniu os chefes militares da Argentina, Chile, Colômbia, México, Panamá, Paraguai, Peru, Estados Unidos e Uruguai.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *