Brasília, 27 de março de 2019 - 00h31

PT - Farc

06 de abril de 2005 - 22:19:00
por: InfoRel
Compartilhar notícia:
Com o voto contrário do là­der do PT, Paulo Rocha [PA], a Comissão Mista de Controle das Atividades de Inteligência, aprovou o Regimento Interno que determina as obrigações dos parlamentares com relação aos trabalhos de fiscalização da Agência Brasileira de Inteligência [Abin].

Paulo Rocha afirmou que era preciso analisar a criação do Regimento Interno com calma. Para a oposição, o PT adotou uma estratégia para esvaziar as denúncias em relação à  suposta doação de US$ 5 milhões à  campanha eleitoral de 2002.

Depois de ouvir o diretor da Abin, Mauro Marcelo, e o general Jorge Armando Félix, o senador Cristovam Buarque [PT-DF], afirmou que era preciso aprovar o Regimento Interno da Comissão antes de dar prosseguimento aos depoimentos.

Ele estava particularmente preocupado com a decisão do deputado Alberto Fraga [DF], que afirmava ter documentos que provavam a ligação PT – Farc, mas não admitia entregá-los à  Comissão.

Proposta de um Regimento Interno definitivo, do deputado Luiz Carlos Hauly [PSDB-PR], tramita na Câmara desde 2001. Para Cristovam Buarque, a Comissão não pode trabalhar sem que as regras de funcionamento estejam definidas.

Por essa razão, foi formado um grupo de quatro parlamentares que ouvirão o ex-espião da Abin que teria trabalhado nas investigações sobre a suposta doação das Farc.

Esse depoimento será realizado fora do Congresso. A data e o local ainda não foram definidos. A Comissão também não cogita revelar a identidade do espião. Só depois desse depoimento é que a Comissão vai decidir se convoca mais alguém para explicar a polêmica.

A oposição acredita que Mauro Marcelo e o general Félix não contaram tudo que sabem. Eles podem ser chamados novamente. Tudo vai depender do que vier a dizer o ex-espião da Agência Brasileira de Inteligência.

Ainda esta semana, a Comissão vai indicar os parlamentares que participarão do simpósio internacional “Prestando Contas em Segurança Nacional - Perspectivas Internacionais no Controle de Atividade de Inteligência”. O evento será realizado no mês de maio, no Canadá.