Brasília, 21 de novembro de 2018 - 13h06

Comissão de Relações Exteriores do Senado discutir

23 de fevereiro de 2011
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Eleito presidente da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional do Senado Federal para o biênio 2011-2013, Fernando Collor de Mello (PTB-AL), anunciou a realização de audiências públicas para discutir as mudanças estratégicas globais.



Segundo ele, “o mundo sofreu grandes transformações nas últimas décadas do século 20 a partir da dissolução da União Soviética e da queda do Muro de Berlim, e surgiram novos desafios a partir dos ataques terroristas contra os Estados Unidos, que se mostraram com força na primeira década do século 21. Por meio de um ciclo de debates podemos encontrar a melhor maneira de nos prepararmos e achar novas soluções para esses problemas.”



 



Collor também quer envolver a CRE nas discussões acerca da concessão de créditos e o perdão de dívidas contraídas por outros países com o Brasil.



 



“Essa discussão, hoje, está restrita à Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), mas não podemos esquecer que se trata de tema intrínseco à política externa e aos interesses estratégicos nacionais”, ressaltou.



 



Embaixadores



 



O senador quer ainda que as sabatinas de autoridades sejam antecipadas pela discussão e votação dos respectivos relatórios, em sessão extraordinária. Atualmente, os relatórios são lidos na presença dos embaixadores.



 



Além disso, o Itamaraty terá de enviar à Comissão de Relações Exteriores, relatório com todas as informações sobre o Estado ou organização internacional para o qual o candidato foi indicado, cópia dos tratados e acordos já firmados, bem como os contratos de empréstimos e financiamentos oficiais concedidos pelo Brasil, incluindo os atos referentes a perdão de dívidas ou renúncia fiscal.



 



A argüição do Diretor-Geral da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) se dará em sessão secreta.



 



Às audiências públicas, serão chamados expositores favoráveis e contrários à matéria examinada. Especialistas no assunto também poderão participar dos trabalhos, na condição de formuladores de questões aos expositores.



 

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...