Brasília, 14 de novembro de 2018 - 05h53

Comunicado Conjunto Brasil – Nova Zelândia

04 de setembro de 2008
por: InfoRel
Compartilhar notícia:
O Ministro dos Negócios Estrangeiros da Nova Zelândia, Winston Peters, desejou boas-vindas ao Ministro das Relações Exteriores da República Federativa do Brasil, Embaixador Celso Amorim, no dia 28 de agosto de 2008.

O Ministro Amorim, que já visitara a Nova Zelândia como Ministro das Relações Exteriores, em 1994, também manteve encontro com a Primeira-Ministra Helen Clark; com o Ministro do Comércio, Phil Goff; e com a Ministra da Conservação Ambiental, Steve Chadwick, no dia 29 de agosto de 2008.

O Brasil tem sido foco prioritário da "Estratégia Latino-americana" da Nova Zelândia, desde o seu lançamento em 2000.

As relações bilaterais entre o Brasil e a Nova Zelândia desenvolveram-se de forma significativa nesse perà­odo, por meio de esforços de ambos os Governos, tendo em vista os objetivos da referida Estratégia.

A visita do Ministro Amorim constituiu oportunidade para examinar novas formas de fazer avançar o excelente e produtivo relacionamento entre o Brasil e a Nova Zelândia.

Na ocasião, os dois Ministros trocaram opiniões sobre temas como a reforma da ONU, especialmente a do Conselho de Segurança, e direitos humanos. Conversaram, igualmente, sobre cooperação em ciência e tecnologia.

O Ministro Amorim e o Ministro Peters assinaram acordo para estabelecer um "Programa de Férias e Trabalho", que permitirá a 300 jovens brasileiros entre 18 e 30 anos viajar à  Nova Zelândia por um perà­odo de um ano para férias, estudo e trabalho.

Em troca, 300 jovens neozelandeses da mesma faixa etária poderão viajar ao Brasil por um ano para férias, estudo e trabalho.

O Ministro Celso Amorim e a Ministra da Conservação Ambiental, Steve Chadwick, assinaram Memorando de Entendimento sobre Cooperação em Conservação Ambiental.

Com base nesse instrumento, o Brasil e a Nova Zelândia cooperarão na gestão, pesquisa e proteção de áreas naturais protegidas, inclusive no manejo de espécies exóticas invasoras, licenciamento e monitoramento de atividades turà­sticas, trabalho com comunidades indà­genas e proteção de mamà­feros marinhos.

O Ministro Peters anunciou que a Nova Zelândia tenciona elevar o nà­vel de sua representação no Brasil a partir do inà­cio de 2009 com a designação de um Cônsul-Geral de carreira do Ministério dos Negócios Estrangeiros e Comércio para chefiar o Escritório em São Paulo, atualmente dirigido pela "New Zealand Trade and Entreprise". Tal nomeação contribuirá para incrementar os và­nculos polà­ticos, econômicos e comerciais entre o Brasil e a Nova Zelândia.

O Ministro Amorim e o Ministro Peters recordaram o Memorando de Entendimento entre o Governo da República Federativa do Brasil e o Governo da Nova Zelândia sobre Consultas em Matérias de Mútuo Interesse, assinado em Brasà­lia, em 20 de novembro de 2001.

No âmbito desse Memorando, os dois Governos expressaram o compromisso de realizar consultas regulares sobre temas bilaterais e internacionais por meio do intercâmbio de delegações chefiadas em nà­vel ministerial ou por funcionários de alto nà­vel dos respectivos Ministérios de Relações Exteriores.

Os Ministros registraram sua satisfação com o fato de a freqüência e o escopo das consultas terem aumentado em anos recentes, com benefà­cios mútuos.

A esse respeito, os Ministros lembraram a visita à  Nova Zelândia do Assessor Especial para Assuntos Internacionais do Presidente da República, Professor Marco Aurélio Garcia, em 2006, a visita do Ministro Peters ao Brasil, em 2007, bem como as visitas do Ministro Phil Goff, como Ministro do Comércio, em 2007, e como Ministro dos Negócios Estrangeiros, em 2004.

Os Ministros também observaram que consultas regulares ocorreram entre altas autoridades e que numerosas outras reuniões e consultas realizaram-se entre Ministros e funcionários de alto nà­vel em foros multilaterais e à  margem de outras conferências internacionais e eventos em terceiros paà­ses.

Esses desenvolvimentos não só espelham os êxitos alcançados nas relações bilaterais como também contribuem para o fortalecimento e o adensamento da cooperação mutuamente proveitosa no campo multilateral entre a República Federativa do Brasil e a Nova Zelândia.

Com vistas a aproximar ainda mais os dois paà­ses, propuseram marcar a visita do Ministro Amorim à  Nova Zelândia com o compromisso de trabalhar conjuntamente para intensificar as consultas sobre temas bilaterais e internacionais.

Assim, o Ministro Amorim e o Ministro Peters acordaram que os dois Governos devem empreender consultas anuais nas respectivas capitais, em nà­vel ministerial ou de funcionários de alto nà­vel.

Essas consultas anuais, juntamente com as demais discussões ao longo do ano, deverão incluir os campos das relações polà­ticas bilaterais, regionais e conjunturas polà­ticas internacionais e suas perspectivas; comércio bilateral e relações econômicas; comércio regional e internacional; conjuntura e perspectivas econômicas; Nações Unidas e outros temas polà­ticos multilaterais, entre os quais direitos humanos e meio ambiente, bem como outros temas pertinentes de interesse comum.

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...