Brasília, 20 de março de 2019 - 09h21

Estados Unidos

26 de abril de 2005 - 13:31:00
por: InfoRel
Compartilhar notícia:
A Secretária de Estado dos Estados Unidos, Condoleeza Rice, chegou ao paà­s nesta madruga e cumpre agenda de trabalho com o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

É a primeira vez que Rice vem ao paà­s desde que assumiu em janeiro. Segundo o Itamaraty, Condoleeza Rice atende convite do chanceler brasileiro.

Nesta quarta-feira, ela fará uma palestra sobre a polà­tica externa norte-americana, no Memorial JK, em Brasà­lia, de onde segue para a Colômbia. O giro pela América Latina termina no dia 30 e inclui visitas ao Chile e El Salvador.

Em nota oficial, o ministério das Relações Exteriores informa que a visita ocorre num momento favorável das relações bilaterais, enfatizando para o bom entendimento entre os presidentes dos dois paà­ses, que “têm facilitado a identificação de áreas de atuação conjunta e garantido diálogo fluido e mutuamente respeitoso nas relações bilaterais”.

Nesta terça-feira, o assessor internacional da Presidência da República, Marco Aurélio Garcia, garantiu que a viagem do ministro José Dirceu à  Caracas, não tem nenhuma relação com a visita da Secretária de Estado ao Brasil. Segundo ele, o paà­s tem 26 acordos com a Venezuela e as conversas têm sido permanentes.

“Antes mesmo de o governo Lula começar para valer, nós já atuávamos na Venezuela de forma exitosa para os venezuelanos. A Venezuela é um paà­s que passou por situações conturbadas, mas que se resolveram no marco institucional. O Brasil tem contribuà­do para essa estabilidade e vai continuar contribuindo”, afirmou.

Dados do governo brasileiro mostram que o comércio entre os dois paà­ses atingiu US$ 31 bilhões em 2004. As exportações brasileiras aumentaram cerca de 20% de 2003 para 2004. Apenas no primeiro trimestre de 2005, essas exportações foram incrementadas em 34%.

O Brasil também continua sendo o maior destino para os investimentos dos norte-americanos na América do Sul. Estimam-se em US$ 34 bilhões os investimentos norte-americanos no Brasil e em US$ 2 bilhões brasileiros nos Estados Unidos.