Relações Exteriores

Programa Nuclear
07/05/2005
Desenvolvimento
09/05/2005

México – Estados Unidos

Congresso cria CPMI da Imigração Ilegal

Na última quinta-feira, o Congresso criou a segunda CPMI para investigar a imigração ilegal de brasileiros para os Estados Unidos e México. No ano passado, os partidos não indicaram seus integrantes e a Comissão não saiu do papel.

Segundo o senador Hélio Costa [PMDB-MG], “o êxodo em massa de milhares dos nossos jovens representa uma verdadeira diáspora brasileira em direção aos Estados Unidos, países europeus e asiáticos”

O senador exibiu números que apontam um crescimento vertiginoso da imigração ilegal.“Em 2003, foram presos cerca de 4 mil brasileiros nos Estados Unidos. No ano seguinte, esse número subiu para 8 mil, mas apenas nos três primeiros meses de 2005 já tivemos mais de 10 mil prisões”, revelou.

Somente em abril foram efetuadas 4.812 prisões de brasileiros, uma média de 160 prisões por dia. A maioria das prisões recentes de brasileiros ocorre em solo mexicano, apesar do acordo entre os governos do Brasil e do México de não exigência de vistos pelos dois países.

Nesse aspecto, Hélio Costa criticou as prisões de brasileiros pelas autoridades mexicanas, com base na presunção de que eles têm a intenção de imigrar ilegalmente para os Estados Unidos. A embaixadora mexicana no Brasil, Cecília Soto, confirmou que o governo do seu país estuda cancelar o acordo com o Brasil.

Os brasileiros que são convencidos a enfrentarem essa aventura, pagam cerca de R$ 30 mil para tentar entrar nos Estados Unidos. Além do crescimento do número de brasileiros que tentam emigrar, dezenas morreram nos últimos meses tentando cruzar essa fronteira.

Hélio Costa destacou que, todos os anos, brasileiros vivendo nos Estados Unidos remetem para o Brasil cerca de US$ 5,8 bilhões. Segundo o senador, essa quantia é superior ao investimento de muitas multinacionais que atuam no país. “Queremos que essas remessas sejam feitas legalmente e que possam ajudar a economia brasileira”, afirmou.

Ele entende que é necessário criar caminhos legais para que esses brasileiros tenham condições de optar por viver no exterior, mas também responsabilizar duramente os criminosos responsáveis pelo aliciamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *