Defesa

América Latina reclama reforma do Conselho de Segu
12/11/2011
Estratégia
12/11/2011

Conselho Sul-Americano de Defesa discute identidad

Conselho Sul-Americano de Defesa discute identidade regional

Lima – Os ministros da Defesa dos 12 países que integram o Conselho Sul-Americano de Defesa (CDS) aprovam nesta sexta-feira, 12, o Plano de Ação do mecanismo para 2012. O principal objetivo do CDS é estabelecer uma metodologia regional para a medição dos gastos em Defesa.

Além disso, pretendem aprofundar a cooperação militar, com a realização de exercícios regionais combinados, principalmente para o emprego de militares em missões de manutenção da paz sob mandato das Nações Unidas.

Outra preocupação dos ministros de Defesa diz respeito a capacidade de resposta dos países da região em situações de desastres naturais. Os terremotos no Haiti e Chile, em 2010, são usados como exemplos.

O Plano de Ação para 2012 será vinculado com a indústria regional de Defesa e o desenvolvimento de tecnologias próprias para a região. Assim como a formação e a capacitação de civis para a Defesa, outro desafio que os países querem enfrentar em conjunto por meio do Centro de Estudos Estratégicos de Defesa, inaugurado em maio na Argentina.

O encontro também é uma oportunidade para a realização de reuniões bilaterais, instrumento que os países da região têm utilizado como forma de construir e fortalecer a confiança mútua.

Peru

A reunião foi convocada pelo ministro da Defesa do Peru, Daniel Mora Zevallos, que ocupa a presidência pro tempore do Conselho Sul-Americano de Defesa. A Secretária-Geral da Unasul, Maria Emma Mejía também participou do encontro.

A partir desse evento, a coordenação dos trabalhos do CDS será entregue ao Paraguai que exerce a presidência pro tempore da Unasul desde 29 de outubro.

O Conselho Sul-Americano de Defesa foi criado em 16 de dezembro de 2008 e é o mecanismo mais antigo da Unasul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *