Relações Exteriores

Comunicado Conjunto Brasil – Paraguai
07/05/2010
Conselho de Defesa aprova medidas de confiança
07/05/2010

Cúpula América Latina e Caribe – UE desgastada

Cúpula América Latina e Caribe – União Européia desgastada

Entre os dias 17 e 19 de maio, será realizada em Madri, a VI Cúpula América Latina e Caribe – União Européia, que pretendia reunir todos os Chefes de Estado e de Governo das respectivas regiões.

No entanto, a diplomacia espanhola terá de trabalhar muito nos próximos dias para garantir a presença de líderes considerados importantes como Luiz Inácio Lula da Silva, Hugo Chávez, Rafael Correa e Evo Morales.

Os quatro decidiriam boicotar o encontro por conta do convite feito pela Espanha ao presidente de Honduras, Porfírio Lobo, para que participasse.

Na América do Sul, Lobo só teve o reconhecimento da Colômbia e do Peru.

Os demais países da União das Nações Sul-Americanas (Unasul) sentiram-se desprestigiados uma vez que não foram sequer consultados pela Espanha sobre a conveniência de se formalizar o convite.

Enquanto autoridades espanholas discutiam a viagem do presidente hondurenho em Tegucigalpa, a Unasul decidira emitir um comunicado reafirmando que sua eleição fora fruto de um golpe de Estado.

Honduras não foi readmitida na Organização dos Estados Americanos (OEA) e também está excluída do Grupo do Rio e da recém criada Cúpula América Latina e Caribe (CALC), futura Comunidade de Países Latino-Americanos e Caribenhos.

Diante do impasse e para não ver frustrada a Cúpula, a Espanha decidiu restringir a participação de Lobo ao encontro entre europeus e centro-americanos.

O presidente hondurenho chamou de arrogantes os colegas do Brasil, Bolívia, Equador e Venezuela.

Ele pretendia aproveitar o encontro para estreitar as relações com esses países e ver Honduras de volta ao sistema interamericano.

Análise da Notícia

Marcelo Rech

O governo espanhol do socialista José Luíz Rodriguez Zapatero tem sido marcado pela incompetência de seus quadros.

No que diz respeito à política externa, um misto de arrogância, estupidez e amadorismo, comprometem a imagem de um país que agora também vive o pesadelo de uma crise econômico-financeira.

Além do talento e profissionalismo, falta comunicação.

No momento em que os países da União das Nações Sul-Americanas (Unasul) tornavam pública sua decisão de não reconhecer o governo de Honduras, representantes da Espanha insistiam com Porfírio Lobo para que assistisse a Cúpula de Madri.

Ignoraram vários sinais, inclusive os emitidos em Cancún.

Diante da repercussão negativa, Lobo que não pode ser desconvidado, terá seus passos restritos.

Vai à Madri, mas não assiste apenas ao encontro entre centro-americanos e europeus.

A Espanha sairá chamuscada desse episódio.

É o momento oportuno para devolver o “por qué no te callas?”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *