Brasília, 15 de novembro de 2018 - 05h25
Cúpula dos BRICS terá África como tema principal

Cúpula dos BRICS terá África como tema principal

10 de julho de 2018
por: InfoRel
Compartilhar notícia:
Brasília - A 10ª Cúpula dos BRICS, grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, será realizada em Johanesburgo, na África do Sul, entre os dias 25 e 27 de julho, e deverá contar com a presença dos cinco chefes de Estado do bloco. O evento terá como tema geral "BRICS na África: Colaboração para o Crescimento Inclusivo e a Prosperidade Compartilhada na 4ª Revolução Industrial".

Na oportunidade, os presidentes deverão discutir temas como o fortalecimento do multilateralismo, do Estado de Direito e da governança global; o papel do BRICS do fortalecimento da paz e da segurança globais; e fortalecendo a resiliência econômica e financeira.

Estão previstas ainda discussões sobre as oportunidades e desafios da 4ª revolução industrial e a cooperação para o futuro da prosperidade e do crescimento inclusivo.

De acordo com o governo brasileiro, deverão ser firmados memorandos de entendimento em pesquisa colaborativa sobre tecnologia de "blockchain" no contexto do desenvolvimento da economia digital (será assinado pelo BNDES brasileiro e seus homólogos dos BRICS); sobre cooperação em esportes; sobre meio ambiente; e sobre Fórum de Regiões e outras Entidades Subnacionais do BRICS; além de um acordo de parceria em aviação.

No âmbito dos BRICS, são mais de 30 áreas de cooperação, que incluem saúde, ciência e tecnologia, educação, agricultura, energia, tecnologias da informação e da comunicação, combate ao terrorismo e ao tráfico de drogas.

Para o Brasil, os temas econômicos e financeiros recebem especial destaque na agenda BRICS. Em 2014, em Fortaleza, foram criados o Novo Banco de Desenvolvimento (NDB) e o Arranjo Contingente de Reservas (ACR). O país tem, segundo o Itamaraty, cumprido o cronograma de integralização de capital do NDB. Cada integrante aportou US$ 700 milhões de um total devido de US$ 2 bilhões. A próxima parcela, no valor de US$ 300 milhões, deverá ser paga em 3 de janeiro de 2019.

Novo banco

O Novo Banco de Desenvolvimento tem sede em Xangai, na China, e o primeiro escritório regional foi instalado em Johanesburgo, na África do Sul, em agosto de 2017.

Em junho, o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, em visita a Xangai, anunciou a instalação de um escritório regional do NDB para as Américas, que deverá ter sede em São Paulo. Também será instalada uma unidade pequena, em Brasília, para administrar a relação com o governo federal. As negociações do Acordo de Sede estão em fase avançada.

Até o momento, foram aprovados empréstimos no valor de US$ 5,1 bilhões para os países do BRICS, destinados ao financiamento de projetos de infraestrutura e de energias renováveis. Quanto aos projetos no Brasil, o primeiro desembolso, no valor de US$ 67,3 milhões, foi realizado em 17 de abril e refere-se a empréstimo, no valor total de US$ 300 milhões, aprovado em 2015, para financiamento, via BNDES, de investimentos em energias renováveis (energia eólica, solar, hidrelétrica e biomassa).

Os recursos serão destinados a seis parques de energia eólica nos estados do Piauí e Pernambuco que integram o complexo eólico Araripe-III. Os estados do Maranhão e do Pará também serão beneficiados por projetos aprovados em março, em cofinanciamento com a Corporação Andina de Fomento (CAF).

O projeto de Integração Norte-Sul, no Maranhão, visa ao aperfeiçoamento da logística de escoamento da produção agrícola do Sul do estado e estados vizinhos em direção ao Porto do Itaqui. O valor total do projeto é de US$ 190 milhões, sendo US$ 71 milhões do NDB.

Já o projeto Municípios Sustentáveis, do Pará, tem por objetivo a pavimentação e a drenagem de vias urbanas, a construção de aterros sanitários e a instalação de cabos de fibra ótica no estado. O custo total do programa foi estimado em US$ 125 milhões, sendo US$ 50 milhões do NDB.

Além disso, foi aprovado, no final de maio, projeto da Petrobrás, no valor de US$ 200 milhões, referente à construção de sistemas de drenagem e instalações de tratamento de gás e recuperação de enxofre em duas refinarias da empresa.

Em 2019, a 11ª Cúpula do BRICS ocorrerá no Brasil, que tem interesse em fortalecer os mecanismos financeiros do BRICS e aumentar a cooperação do grupo em áreas de impacto para o crescimento e o desenvolvimento sustentável, em particular iniciativas de ampliação do comércio, cooperação científica e tecnológica, colaboração na área de saúde.

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...