Relações Exteriores

Discurso do ministro Celso Amorim na Conferência d
06/05/2010
Jobim defende base industrial de Defesa
06/05/2010

Cúpula Euro-Latinoamericana ameaçada

Cúpula Euro-Latinoamericana ameaçada

Presidente de turno da União Europeia a Espanha decidiu formalizar convite para que o presidente de Honduras, Porfírio Lobo, participe de VI Cúpula América Latina e Caribe – UE, que será realizada em Madri nos dias 17 e 18 de maio.

A decisão foi muito mal recebida por pelo menos dez dos doze países que integram a União das Nações Sul-Americanas (Unasur).

Na América do Sul, apenas Colômbia e Peru reconhecem o governo hondurenho.

Os demais, liderados por Brasil, Bolívia, Equador e Venezuela, exigem que Manuel Zelaya hoje exilado na República Dominicana, tenha seus direitos políticos restabelecidos e possa retornar ao país.

Do contrário, não reconhecerão o governo de Lobo e boicotarão a Cúpula se ele comparecer.

A chancelaria espanhola tem sido muito criticada, pois o convite ignorou decisão adotada pelos países latino-americanos em Cancún, de não reconhecer a legitimidade da eleição hondurenha.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva conversou esta semana com seus colegas da Unasul e deixou claro que não comparecerá se Lobo tiver sua presença confirmada.

O Brasil admite reconhecer o governo de Honduras, mas além da restituição dos direitos políticos de Zelaya, o país quer garantias de que um novo golpe de Estado não se repetirá.

Em Tegucigalpa, Porfírio Lobo afirmou que não pretende ser um problema para a Espanha e que poderá participar de outros eventos semelhantes no futuro.

Por outro lado, o ministério das Relações Exteriores do país informou que o presidente se sente muito honrado em participar e que recebeu com alegria o convite espanhol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *