Agenda

Brasil aumenta para US$ 2 bilhões os créditos para
30/04/2012
Brasil e Paraguai firmam acordo para desenvolvimen
30/04/2012

Dilma Rousseff irá ao Peru e Equador em maio

Dilma Rousseff irá ao Peru e Equador em maio

Brasília – O ministro das Relações Exteriores do Peru, Rafael Roncagliolo, informou que a presidente Dilma Rousseff visitará o Peru em maio para discutir acordos de fortalecimento das relações bilaterais. Os dois países negociam a data.

De acordo com Roncagliolo, “a visita está confirmada, estamos trabalhando em princípio para que seja no final de maio”.

O chanceler peruano também garantiu que o Peru participará da Cúpula da Aliança do Pacífico, em junho, e que o país será a sede da Cúpula da União das Nações Sul-Americanas (UNASUL), no dia 30 de novembro.

Já o chanceler equatoriano Ricardo Patiño confirmou que a presidente fará visita oficial a Quito em data a ser confirmada, mas provavelmente também no final de maio.

Ele se reuniu nesta segunda-feira, 30, em Brasília, com o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, com quem discutiu a proposta equatoriana para um novo Sistema Interamericano de Direitos Humanos e a criação de um Sistema de Solução de Controvérsias para a UNASUL.

Patiño e Patriota também conversaram sobre a Rio+20 e o apoio brasileiro aos refugiados colombianos no Equador.

“O Brasil é um ator fundamental no mundo e esta relação intensa que temos é muito importante para nós”, explicou.

Ricardo Patiño e Antonio Patriota participaram da reunião do Mecanismo de Consultas Bilaterais Brasil-Equador, para examinar temas da agenda bilateral, com ênfase em cooperação nas áreas de ciência, tecnologia e inovação, educação, cultura e investimentos.

Entre 2004 e 2011, o intercâmbio comercial entre Brasil e Equador praticamente dobrou, passando de US$ 575 milhões para pouco mais de US$ 1 bilhão.

UNASUL

Entre 2 e 4 de maio, será realizada em Cartagena de Índias, a reunião de ministros de Relações Exteriores, Defesa, Justiça e Interior, da UNASUL.

O encontro pretende discutir uma proposta regional de prevenção e combate às ameaças representadas pelo crime organizado transnacional.

Na oportunidade, os ministros irão avaliar as melhores saídas para fazer frente às diversas modalidades de delitos que afetam a América do Sul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *